O poder aniquilador da língua (23)




Ora, a língua é fogo; é mundo de iniquidade; a língua está situada entre os membros de nosso corpo, e contamina o corpo inteiro, e não só põe em chamas toda a carreira da existência humana, como também é posta ela mesma em chamas pelo inferno. -  Tiago 3:6 


O que pode acontecer quando alguém não tem um mínimo de controle sobre a sua língua? Coisas ruins. Nossa capacidade de comunicação, quando mal utilizada, pode ser destrutiva e injusta. 

Destrutiva como o fogo, que consome tudo por onde passa. Assim são as palavras maldosas: se alastram como um incêndio que consome uma floresta em tempo de seca. Vão de boca em boca para destruir as reputações daqueles que são objeto da maledicência. 

Injusta a ponto de ser chamada de mundo de iniquidade. O mundo é algo que qualquer cristão geralmente considera como sendo “lá fora”, entretanto para muitos o mundanismo está dentro de suas próprias bocas. 

E tal destruição e injustiça não ficam contidas dentro da boca. Elas transbordam, contaminando nossas atitudes e relacionamentos. Sua fonte é o próprio fogo do inferno. Quantos estragos poderiam ser evitados se nós usássemos nossa língua de maneira construtiva e justa?

Provérbios 11:9
9 - O ímpio com a boca destrói o próximo, mas os justos são libertados pelo conhecimento
Para pensar

Alguém já disse que as palavras podem: aniquilar amizades; destruir casamentos; traumatizar crianças; arruinar reputações; provocar injustiças irreversíveis; afastar alguém de Deus; provocar mortes.

Como você tem usado sua língua? Que optemos por usá-la de maneira construtiva e justa, caso contrário, prestaremos contas a Deus. 

“Portanto, você, por que julga seu irmão? E por que despreza seu irmão? Pois todos compareceremos diante do tribunal de Deus. Porque está escrito: ‘Por mim mesmo jurei’, diz o Senhor, ‘diante de mim todo joelho se dobrará e toda língua confessará que sou Deus’. Assim, cada um de nós prestará contas de si mesmo a Deus. Portanto, deixemos de julgar uns aos outros. Em vez disso, façamos o propósito de não colocar pedra de tropeço ou obstáculo no caminho do irmão.” - Romanos 14:10-14

Por Andrei de Almeida Barros

Índice de artigos em Tiago
01 - Alegria nas provações
02 - Sabedoria nas provações
03 - Humildade nas provações
04 - Responsabilidade nas provações
05 - Rápido e demorado
06 - Expulsar e acolher
07 - Ouvir e praticar
08 - Fofoca: a síndrome da religião vazia
09 - A caridade na igreja
10 - O mundanismo é pior do que você imagina
11 - Igualdade e respeito na igreja
12 - Enxergando além das aparências
13 - A lei do amor
14 - A fé e o amor ao próximo
15 - Fé e obras
16 - Fé e ação
17 - Fé e obediência
18 - A fé de Abraão
19 - A fé de Raabe
20 - A maturidade cristã e o uso da língua
21 - Pela unidade da igreja
22 - O freio, o leme e a fagulha
23 - O poder aniquilador da língua
24 - A perversidade da língua
25 - A verdadeira sabedoria
26 - A sabedoria mundana
27 - A sabedoria que provém de Deus
28 - A batalha que você não deve entrar
29 - A oração que você não deve fazer
30 - Não seja amigo do seu inimigo
31 - A amizade que você não deve cultivar
32 - Três bênçãos
33 - Como você usa sua língua? Para benefício ou malefício?
34 - O que a fofoca revela sobre você
35 - "Pequeno" pecado, grande estrago
36 - A fragilidade da vida humana
37 - Se Deus quiser
38 - Apegue-se ao dinheiro e encontre... a miséria
39 - Apegue-se ao dinheiro e encontre... a frustração
40 - Apegue-se ao dinheiro e encontre... a destruição
41 - Apegue-se ao dinheiro e encontre... a degradação pessoal
42 - Seja paciente até a vinda de Jesus
43 - Seja paciente como o agricultor 
44 - Seja paciente como os profetas
45 - Seja paciente como Jó
46 - Sim, sim. Não, não.
47 - Exercitando a empatia

Tecnologia do Blogger.