A sabedoria mundana (26)


Se, pelo contrário, tendes em vosso coração inveja amargurada e sentimento faccioso, nem vos glorieis disso, nem mintais contra a verdade. Esta não é a sabedoria que desce lá do alto; antes, é terrena, animal e demoníaca.  Pois, onde há inveja e sentimento faccioso, aí há confusão e toda espécie de coisas ruins - Tiago 3:13-16


Tiago trata em sua carta de dois tipos de sabedoria. E começa tratando da não recomendada, a sabedoria mundana. As consequências desse tipo de sabedoria tão popular são as seguintes:


Inveja amargurada, ou seja, aquele comum sentimento onde se misturam ódio e desgosto, e que é provocado pela felicidade ou prosperidade de alguém. É desejo violento de possuir o bem alheio. 

A palavra amargurada é um adjetivo que descreve bem o estado que em que fica uma pessoa invejosa: ela fica amarga. Há muita gente que é assim, que perde o dia se ver o outro melhor do que ela em algum aspecto. 


O sentimento faccioso surge pela pessoa que tem um desejo intenso por facção, por divisão. É o sentimento de quem quer dividir a igreja, separar as pessoas umas das outras, de quem busca criar complôs e rivalidades entre diferentes indivíduos. É aquele sujeito que vê uma encrenca e ao invés de jogar água no fogo, ele joga gasolina! 


Se existem essas coisas no coração de alguém na comunidade cristã, essa pessoa não deve se orgulhar disso disfarçando com as seguintes desculpas: Ah! Eu tenho gênio forte mesmo, nasci assim, vou morrer assim”, ou mesmo “ah... é a minha personalidade, não vai muda”. (3.14)

Na verdade trata-se de rigidez resultante do orgulho, de alguém que não está levando a vida de acordo com verdade apresentada no evangelho. E este tipo de sabedoria não pode vir de Deus, não é inspirada pelo Espírito de Deus. Antes, ela é "é terrena, animal e demoníaca" (3.15)

Terrena, porque está dentro dos padrões do mundo, das motivações terrenas. A inspiração dessas pessoas provém delas mesmas, do seu ego, do seu coração corrupto. Provérbios 28:26 diz - O que confia no seu próprio coração é insensato; mas o que anda sabiamente será livre 

Animal, porque não é espiritual e sim carnal, fruto de uma pessoa que não possui o Espírito de Deus e não discerne as coisas espirituais. 1 Coríntios 2:14 - Ora, o homem natural não aceita as coisas do Espírito de Deus, porque lhe são loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente 

Diabólica, porque é inspirada pelo próprio diabo e sempre vai refletir as artimanhas de Satanás! 

Quando os crentes deixam essa sabedoria mundana orientar suas vidas os resultados são desastrosos. A rivalidade e o espírito partidário destroem a harmonia, a coesão da igreja, que deveria ser baseada na unidade e no amor. Mas isso é só o começo, "pois, onde há inveja e sentimento faccioso, aí há confusão e toda espécie de coisas ruins" (3.16) 

Onde perdura essa situação não só acontecem coisas ruins, mas uma variedade delas! É como abríssemos a porteira para deixar um boi passar, mas a boiada inteira resolve sair! Se uma situação ruim já é muito complicado para a saúde de uma igreja, quanto mais “toda espécie de coisas ruins”? 

Para pensar
Nós mesmos somos responsáveis por muitos dos problemas na igreja. Quando alimentamos fofocas, invejas, divisões, nós estamos alimentando a inveja amargurada e o sentimento de divisão. E isso é só o começo dos problemas, pois disso pode haver todo tipo de coisas ruins!

Não é esta a sabedoria que devemos cultivar.
E você, que tipo de sabedoria tem cultivado em sua vida?


Índice de artigos em Tiago
01 - Alegria nas provações
02 - Sabedoria nas provações
03 - Humildade nas provações
04 - Responsabilidade nas provações
05 - Rápido e demorado
06 - Expulsar e acolher
07 - Ouvir e praticar
08 - Fofoca: a síndrome da religião vazia
09 - A caridade na igreja
10 - O mundanismo é pior do que você imagina
11 - Igualdade e respeito na igreja
12 - Enxergando além das aparências
13 - A lei do amor
14 - A fé e o amor ao próximo
15 - Fé e obras
16 - Fé e ação
17 - Fé e obediência
18 - A fé de Abraão
19 - A fé de Raabe
20 - A maturidade cristã e o uso da língua
21 - Pela unidade da igreja
22 - O freio, o leme e a fagulha
23 - O poder aniquilador da língua
24 - A perversidade da língua
25 - A verdadeira sabedoria
26 - A sabedoria mundana
27 - A sabedoria que provém de Deus
28 - A batalha que você não deve entrar
29 - A oração que você não deve fazer
30 - Não seja amigo do seu inimigo
31 - A amizade que você não deve cultivar
32 - Três bênçãos
33 - Como você usa sua língua? Para benefício ou malefício?
34 - O que a fofoca revela sobre você
35 - "Pequeno" pecado, grande estrago
36 - A fragilidade da vida humana
37 - Se Deus quiser
38 - Apegue-se ao dinheiro e encontre... a miséria
39 - Apegue-se ao dinheiro e encontre... a frustração
40 - Apegue-se ao dinheiro e encontre... a destruição
41 - Apegue-se ao dinheiro e encontre... a degradação pessoal
42 - Seja paciente até a vinda de Jesus
43 - Seja paciente como o agricultor 
44 - Seja paciente como os profetas
45 - Seja paciente como Jó
46 - Sim, sim. Não, não.
47 - Exercitando a empatia

Tecnologia do Blogger.