Sociais

A fé e o amor ao próximo

Meus irmãos, qual é o proveito, se alguém disser que tem fé, mas não tiver obras? Pode, acaso, semelhante fé salvá-lo? -  Tiago 2.14  

Como alguém pode dizer que tem fé, mas não coloca essa fé em prática para que ela produza frutos? Quem diz que tem fé, mas não pratica essa fé, na verdade essa fé não é a verdadeira fé salvadora, mas apenas aparência.

Por isso que quando se diz que a fé é morta, não quer dizer que a fé veio a morrer. A verdade é que essa fé nunca veio a nascer de fato! É uma fé falsa, inútil. Para explicar essa realidade, Tiago nos dá um exemplo negativo sobre o assunto (2.15-16).

Alguém precisava urgentemente de roupas e alimentos. Pode ser que estivesse precisando de roupas sociais para uso em público ou mesmo da túnica, que poderia aquecer de noite servindo de coberta, ou ainda suas roupas estivessem esfarrapadas e já não aquecessem mais.

Tendo em vista que a fome e a miséria castigaram a Judéia nos anos 40 e 50, o exemplo que Tiago dá era algo comum de acontecer. Havia muita gente pobre nas comunidades cristãs.

No exemplo, um pobre pede ajuda, mas só ouve palavras bonitas e oração. Nada foi feito de concreto para ajudá-lo.

A pessoa que diz que tem fé, mas não fizer nada diante de uma situação assim, possui na verdade uma fé morta, uma fé falsa e inútil. A verdadeira fé tem como fruto o amor, que se compadece e ajuda de forma palpável e concreta quem está em necessidade.

Hoje, com tantos abusos e gente mal intencionada, é necessário ter discernimento para ajudar quem realmente precisa. Os obstáculos devem ser superados e a fé deve ser muito mais do que um arcabouço doutrinário que deixe nossa oração bonita e nossas frases mais trabalhadas.

A fé deve nos conduzir à prática do amor. "Filhinhos, não amemos de palavra, nem de língua, mas por obras e em verdade". - 1 João 3:18 


--------------------------------------------------
Andrei de Almeida Barros é pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil. Em 1998 trabalhou como missionário em Portugal. Formou-se em teologia pelo Seminário Presbiteriano do Sul em 2003 e ordenado pastor em 2004. Atualmente cursa Licenciatura em História. É fundador e editor do site www.semeandovida.org
Google Plus