A verdadeira sabedoria




Quem entre vós é sábio e inteligente? Mostre em mansidão de sabedoria, mediante condigno proceder, as suas obras. -  Tiago 3:13 

É comum na nossa vida chegarmos a um momento e olharmos para trás dizendo: se eu tivesse oportunidade de voltar faria aquilo diferente; não falaria aquelas palavras; me comportaria de outra maneira; aproveitaria a oportunidade. 

Mas nós não podemos voltar ao passado para mudar o que fizemos. O que podemos e devemos fazer é aprender com as lições do passado e tentar tomar as melhores decisões no presente. Mas isso não é fácil, é necessário ter sabedoria! 

Basta olhar quantas pessoas com a vida em pedaços, famílias destruídas e outras situações que poderiam ser evitadas se houvesse um pouco de sabedoria. 


A verdadeira sabedoria, de acordo com o ensino de Tiago, não é algo teórico, mas prático! Não basta possuir qualificações baseadas em conquistas humanas ou erudição. É necessário ter algo a mais, uma vida piedosa – é aí onde reside a verdadeira sabedoria. 

O problema é que confundimos sabedoria com intelecto. É fato que muitas coisas excelentes foram alcançadas para o bem da humanidade por pessoas que dedicaram suas vidas pesquisando e estudando. Todos nós desfrutamos destes avanços no nosso dia-a-dia, mesmo que não percebamos. Deus nos deu capacidade para que nós a desenvolvamos! 

Mas repare no ponto em que Tiago quer chegar. Pense por exemplo, em um vestibular. No vestibular o que se avalia é a capacidade intelectual teórica do indivíduo. Dificilmente algum monitor de vestibular vai andar com a pessoa uma semana antes para ver se ela respeita seus pais ou se há alguma falha ética. O que interessa nessas provas é o intelecto e não o comportamento pessoal. 

Porém, para o cristão não pode haver essa separação entre teoria e comportamento. O sábio é aquele que busca o conselho de Deus e confirma isso na sua conduta prática. O próprio Jesus ensinou isso, que saberíamos diferenciar os verdadeiros mestres dos falsos pelo seu modo de viver (Mateus 7.15-18).

A verdadeira sabedoria é então prática. E tem pelo menos duas marcas importantes (13b):

1ª marca - “mansidão de sabedoria” – os verdadeiros sábios agem com mansidão, e humildade; não estão trabalhando em cima de sua própria celebridade. Evitam conflitos, e de modo especial evitam fazer propaganda de si mesmos. 

2ª marca - "as obras" – nosso procedimento mostra demonstra onde estamos investindo verdadeiramente nosso coração. Há vários exemplos na própria carta destas obras: controle da língua, práticas de caridade, o cuidado das viúvas, vida piedosa, entre outras marcas de sabedoria. 

Para pensar
A sabedoria que adquirimos estudando as coisas de Deus se evidenciam na vida prática? Está sendo  marcada pela mansidão e humildade? É acompanhada de boas obras? 

O verdadeiro sábio para a Bíblia não é aquele que fica na teoria. Muito menos aquele que parece mais artista de Hollywood, sempre trazendo os méritos a si mesmo! Pelo contrário, o verdadeiro sábio demonstra por boas obras, mansidão e humildade.

--------------------------------------------------
Andrei de Almeida Barros é pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil. Em 1998 trabalhou como missionário em Portugal. Formou-se em teologia pelo Seminário Presbiteriano do Sul em 2003 e ordenado pastor em 2004. Atualmente cursa Licenciatura em História. É fundador e editor do site www.semeandovida.org
Tecnologia do Blogger.