Atos



Ruínas da Acrópole, antiga cidadela de Atenas, sobre um rochedo de 150 pés de altura. Nas proximidades ficava a praça Ágora, onde os atenienses se reuniam (Atos 17:21) e "de outra coisa não cuidavam senão dizer e ouvir as últimas novidades". Atos 17:23.

O autor
Em seu Evangelho, Lucas, o médico, dirige-se a Teófilo, um gentio de alta posição, para contar-lhe "o que Jesus começou a fazer e ensinar" (Atos 1:1).

Em seu segundo livro, ele segue o mesmo método, e realizando pesquisas históricas exatas, comunica ao excelente Teófilo (confira Lucas 1:3) o que Jesus "continuou a fazer" mediante a ação do Espírito Santo, por meio de testemunhas que escolheu para propagar Seu Evangelho no mundo.

A partir da segunda viagem missionária de Paulo, foi Lucas chamado a juntar-se a ele (confira Atos 16:10), provavelmente para assisti-lo com seus cuidados médicos (confira Atos 16:7 e Gaiatas 4:13). Ele era pois a pessoa indicada para escrever o relato das principais etapas do ministério itinerante do grande apóstolo.



Importância do livro
Os Atos dos Apóstolos são o complemento divino dos quatro Evangelhos, confirmando a sua mensagem. Eles descrevem o quadro histórico no qual se situam as Epístolas, das quais constituem introdução inspirada.

Antes que os apóstolos estabelecessem as bases da doutrina cristã, era preciso que as verdades essenciais anunciadas pelo Filho de Deus fossem confirmadas e demonstradas aos olhos de todos.

Os Atos apresentam, antes de tudo, as provas tangíveis da ressurreição de Jesus Cristo. Ensinam em seguida como o dom do Espírito Santo foi concedido e como deu origem à Igreja do Deus vivo.

Um relato histórico da ação do Espírito Santo
O Espírito Santo é a causa determinante dos acontecimentos narrados no livro de Atos, cujo caráter sobrenatural é inegável.

O Espírito Santo é eterno, e teve papel importante através do Velho Testamento, onde várias vezes o vimos apoderar-se de homens de Deus dos tempos passados.

Mas a partir de Atos 2, o Espírito Santo habita de maneira permanente no coração dos remidos. É o que o Senhor Jesus tinha dito claramente antes de Sua partida: "Ele habita convosco e estará em vos" (João 14:17).

Não é, pois, de admirar que neste livro tudo gire em torno da Pessoa e obra do Espírito Santo:

  • No capítulo 1 - Ele é esperado pelos apóstolos;
  • No capítulo 2 - Ele é derramado no cenáculo e na cidade de Jerusalém;
  • Nos capítulos 3-5 - Ele revela Seu poder divino vencendo a oposição reinante;
  • No capítulo 6 – Ele comunica a sabedoria para a organização da Igreja;
  • No capítulo 7 - Ele inspira Estevão, o primeiro mártir do cristianismo;
  • No capitulo 8 – Se propaga fora de Jerusalém;
  • No capítulo 9 – Ele Se apodera do maior inimigo da causa de Cristo, para fazer dele Seu maior advogado;
  • No capítulo 10 – Ele surpreende os judeus, manifestando-Se também entre os gentios.
  • No capítulo 11 - Ele estabelece a Igreja cristã e lhe dá vocação missionária.

A partir do capítulo 12, Ele confirma Seu poder sustentando a Igreja de Cristo contra a oposição que tenta destrui-la.



O texto chave do livro de Atos
"Mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis Minhas testemunhas tanto em Jerusalém, como em toda a Judéia e Samaria, e até aos confins da terra" (Atos 1:8).

Essa foi a última mensagem que o Senhor Jesus dirigiu a Seus discípulos antes de subir ao céu. Ela representa uma palavra de ordem permanente para os cristãos de toda época.

Esse texto traça um programa de ação para a Igreja de Jesus Cristo, programa esse que começa a ser imediatamente realizado no livro de Atos. Podemos dividi-lo em três seções:

  • Testemunhas em Jerusalém - Capítulos 1 a 7 - principal instrumento: Pedro
  • Testemunhas na Judéia e Samaria - Capítulo 8 - principal instrumento: Filipe
  • Testemunhas até as extremidades da terra - Capítulos 9 a 28 - principal instrumento: Paulo

A história da Igreja
Em Atos 2, temos a certidão de nascimento da Igreja.

Desde sua tenra infância, ela apresenta o aspecto de uma comunidade unida, perseverante e fiel ao ensino dos apóstolos (2:42-47);


  • é impregnada por um espírito de oração (4:23-31) e de ação (5:29-32; 8:4); 
  • não tolera a desordem em seu meio (5:1-11; 8:18-24); 
  • torna-se um organismo inspirado em Cristo, que ela procura refletir (confira 11:26); 
  • organiza-se no domínio prático (6:1-7), e se estabelece no plano doutrinário (capítulo 15); 
  • torna-se missionária (13:1-3), estendendo-se da Antioquia à Ásia Menor (cap. 13,14e19), à Grécia (cap. 16-18), e à Itália (cap. 27 e 28).

Os Atos dos Apóstolos encontram seu prolongamento nas conquistas do cristianismo através da história.

Enquanto durar a era da graça de Deus para o mundo, a vocação da Igreja deverá realizar-se conforme o modelo apresentado pelo quinto livro do Novo Testamento.



As quatro viagens missionárias de Paulo

Primeira viagem (com Barnabé)
Atos 13 e 14 - Antioquia da Síria, Chipre, Antioquia da Pisidia, Icônio, Listra, Derbe, Antioquia da Síria.

Segunda viagem (com Silas e Lucas desde Trôade)
Atos 15:40 - 18:22 - Antioquia, Síria, Cilícia, Derbe, Listra, Galácia, Trôade, Filipos, Tessalônica, Beréia, Atenas, Corinto, Éfeso, Jerusalém, Antioquia.

Terceira viagem (com Silas, Lucas e outros companheiros de trabalho)
Atos 18:23 - 26:32 – Antioquia, Galácia, Friqia, Èfeso, Macedonia, Grécia, Macedonia, Trôade, Mileto, Tiro, Cesaréia, Jerusalém (prisão e encarceramento em Ce-saréia).

Quarta viagem (com Lucas e outros discípulos)
Atos 27-28 – Cesaréia, Lícia, Ilha de Creta (naufrágio), Malta, Silícia, Roma.

A palavra de ordem do livro dos Atos
Uma verdade muito importante é salientada por três vezes no livro de Atos. "E crescia a Palavra de Deus... multiplicava o número dos discípulos" (6:7; 12: 24; 19:20).

Essa foi a experiência gloriosa da Igreja nesse tempo heróico, e essa deve ser também a expressão prática da nossa vocação no século XXI: espalhar a Palavra de Deus, para que o número de discípulos aumente.

A difusão da Santa Escritura continua o objetivo número um das várias testemunhas de Cristo; é o único meio pelo qual a Igreja pode hoje ainda crescer em número e estatura. O livro de Atos lança, pois, uma viva luz sobre o serviço que nos é proposto nestes tempos do fim, fazendo-nos entrar na vocação divina de ganhar almas para Jesus Cristo.

Tecnologia do Blogger.