2º Reis


Após Elias, Eliseu
No começo do segundo livro dos Reis é descrito o arrebatamento de Elias.

Eliseu, seu servo, recolheu o manto deixado por seu mestre e recebeu dupla porção de seu espírito; ser-lhe-ia imprescindível esse duplo revestimento, pois, em circunstâncias mais difíceis ainda, ele advertiria o povo em nome do Senhor.

É bem significativo que a Escritura mencione nove milagres realizados por Elias e dezoito por Eliseu.

A palavra de Deus se cumpriu
Esses dois profetas israelitas exerceram seu ministério principalmente na região de Samaria; era preciso que um testemunho fosse dado ao povo eleito antes do seu supremo castigo.

Os reis de Israel foram, quase todos, os artífices dessa ruína, favorecendo por sua idolatria o triunfo da mentira e da imoralidade.

Nos livros dos Reis, cada um deles é estigmatizado com uma frase que aparece cerca de vinte vezes, como sinistro refrão: "Ele fez o que era mau aos olhos do SENHOR".



Advertência e castigos
Por um lado, Deus enviou profetas para advertir Seu povo; por outro lado, suscitou instrumentos para o castigar.

Em primeiro lugar, foram homens escolhidos no seio de Israel, para punir Jeroboão, em relação a Salomão, e Jeú, em relação à casa de Acabe; depois monarcas pagãos: Azael e Ben-Hadade, reis da Síria, Salmanasar e Senaqueribe, reis da Assíria, Faraó Neco, rei do Egito, Nabucodonosor, rei da Babilônia.

Consciente ou inconscientemente, eles cumpriram a Palavra do Senhor, coisa que o texto sagrado sublinha claramente.

Reis íntegros de Judá
No reino de Judá, todavia, a "Lâmpada de Davi" continua a brilhar (confira 2 Reis 8:19) durante certo tempo; os levitas servem a Deus em Seu santuário ou voltam ao sacerdócio após períodos de apostasia.

Muitos reis se aproximaram do Senhor e exercem uma influência determinante sobre Judá: Asa (1 Reis 15:11), Josafá (1 Reis 22:7), Joás (2 Reis 12:2) e sobretudo Ezequias (2 Reis 18:3) e Josias(2Reis22:2).

Leitores, sigamos as pegadas dos servos de Deus do Velho Testamento: Elias, Eliseu, Ezequias, Josias, etc.

Como eles, aprendamos a ir contra a correnteza e a permanecer retos diante de Deus e íntegros diante dos homens; ante a maré ascendente da incredulidade e iniquidade, o Senhor precisa de testemunhas da têmpera desses grandes heróis de outrora, apresentados pelos livros históricos da Bíblia.

ÍNDICE
Tecnologia do Blogger.