2ª Timóteo

O Coliseu de Roma onde os cristãos foram despedaçados pelas feras diante de milhares de espectadores.
"...Fui libertado da boca do leão..." 2 Timóteo 4:17

As circunstâncias da Epístola
Paulo redige esta Epístola de sua cela em Roma, sob o reino de Nero. Após um período limitado de liberdade, ele foi pela segunda vez aprisionado no ano 66 ou 67. Não ficou mais em prisão domiciliar (Atos 28:30), mas amarrado, como malfeitor (2:9).

Abandonado de todos, espera o martírio (4:6). Durante esse tempo os cristãos se entregam a falatórios (2:16); outros se opõem sistematicamente à verdade (3:8); e mesmo alguns fiéis se afastam da verdade, sob a influência de falsos doutores (4:3-4).

O caráter da Epístola
Essa situação preocupa profundamente Paulo, que sabe estar próxima sua partida (4:6, 16-18). Assim revelam-se nesses 4 capítulos as exortações comovidas de um ancião, transmitindo suas últimas instruções a seu jovem discípulo Timóteo, doravante responsável pela continuação de sua obra. Com fervor, ele o encoraja a perseverar, a exortar os crentes, a cumprir seu ministério de evangelista (4:5).

Menciona, além disso, umas trinta pessoas diferentes, ora dirigindo-lhes uma saudação particular, ora advertindo a Igreja dos perigos representados por certos elementos perturbadores. É justo afirmar que a segunda Epístola a Timóteo é o testamento espiritual de Paulo, redigido após sua primeira defesa (4:16,17) e pouco antes de seu martírio (4:18).



A chave da Epístola
Um tema reaparece por quatro vezes: "Não se envergonhar" (1:8, 12, 16; 2:15), Os quatro capítulos podem se resumir sob esse imperativo.

  • Capítulo 1 - Não se envergonhar de sofrer por Cristo
  • Capitulo 2 - Não se envergonhar de servir a Cristo
  • Capítulo 3 - Não se envergonhar de ensinar a respeito de Cristo
  • Capítulo 4 - Não se envergonhar de morrer por Cristo.

A mensagem da Epístola
Em 83 versículos, Paulo descreve de maneira notável as diversas características da verdadeira vida cristã: consciência pura (1:3), oração (1:3), fé (1:5; 3:10), testemunho (1:8e4:2), esperança (1:10), perseverança (2:4-10), ensino da Palavra (3:14-17), perigos da hora presente (4:1-5), bom combate da fé (4:6-22).

Não se pode andar com Cristo sem sofrer; esse é o tema que volta constantemente (1:8; 2:3; 3:10-12; 4:5, 17), e que é confirmado pela última experiência através da qual o apóstolo é chamado a glorificar seu Senhor.

Que a leitura desta Epístola faça de cada um de nós um Timóteo, isto é, um bom soldado de Jesus Cristo que não se envolve com negócios desta vida (2:4).

ÍNDICE

Tecnologia do Blogger.