Apocalipse 6.9-11 - O 5° Selo - Os Santos Martirizados: Perseguição

Por Ray Summers 

Quando o Cordeiro abre o quinto selo, muda-se o simbolismo. Até aqui vimos os meios pelos quais Deus pode exercer seu julgamento. Agora veremos a razão desse julgamento. 

Apocalipse 6.9-11
9 - Quando ele abriu o quinto selo, vi, debaixo do altar, as almas daqueles que tinham sido mortos por causa da palavra de Deus e por causa do testemunho que sustentavam.
10 - Clamaram em grande voz, dizendo: Até quando, ó Soberano Senhor, santo e verdadeiro, não julgas, nem vingas o nosso sangue dos que habitam sobre a terra?
11 - Então, a cada um deles foi dada uma vestidura branca, e lhes disseram que repousassem ainda por pouco tempo, até que também se completasse o número dos seus conservos e seus irmãos que iam ser mortos como igualmente eles foram.

Debaixo do altar João vê "as almas dos que foram mortos por causa da palavra de Deus, e por causa do testemunho que deram". Não podem ser senão os mártires da perseguição de Domiciano. 



João dá o nome de um deles — Antipas — neste mesmo livro (2:13). Os historiadores contam o martírio de muitos outros. Aqui, simbolicamente, clamam para que se vingue o sangue deles que foi derramado. 

Alguns críticos dizem que esta atitude não é de cristãos e, por isso, querem negar lugar para o Apocalipse no cânon do Novo Testamento. Esquecem, porém, tais críticos, que o ódio ao pecado é parte essencial da retidão de Deus. Este parágrafo reflete a necessidade moral do julgamento.

Deus não seria um Deus justo, se deixasse sem vingança males tão grandes. O motivo principal do juízo de Deus contra o Império Romano era justamente essa perseguição que moviam a seu povo. 

A única atitude não cristã refletida aqui é a impaciência dos mártires, e esta parece ser uma atitude pouco cristã, mas que se nota em quase todos. Os santos mártires sabem que o juízo está próximo, e não compreendem por que Deus espera tanto tempo.

A cada um deles se conferiu um vestido branco, símbolo de sua vitória e pureza, e se lhes diz que tenham paciência. O tempo ainda não está maduro para a retribuição de Deus; há outros nas igrejas que ainda sofrerão. Mas, no fim, virá, certa e infalível, a vitória. O juízo logo virá.

ÍNDICE

Tecnologia do Blogger.