Sociais

A igreja (2)


Qual é a igreja verdadeira? Essa é uma questão interessante tendo em vista o fato de que dia a dia tem surgido um número cada vez maior de “igrejas”, cada qual reivindicando a condição de verdadeira igreja. 

Esse debate já ocorria no século XVI, ocasião em que a Igreja Católica afirmava ser ela a verdadeira igreja. Os reformadores trataram da questão e, por isso, abordaremos nessa reflexão três características a respeito da verdadeira igreja de Cristo. Vejamos:

1. Genuína pregação do Evangelho
A igreja verdadeira é caracterizada pela pregação pura e correta do Evangelho de Jesus. Tanto Calvino quanto Lutero concordaram com esse fato. A declaração de fé luterana,denominada Confissão de Augsburgo (1530), definia a igreja como: “A congregação de santos na qual o evangelho é ensinado corretamente”. 

Semelhantemente, Calvino afirmou: “Onde quer que ouçamos a Palavra de Deus puramente pregada e ouvida, e os sacramentos ministrados conforme instituídos por Cristo, ali, e não se deve duvidar, existe uma igreja de Deus”.

2. Uso correto dos sacramentos
Certamente, esse ponto foi um combate à ideia católica de que os sacramentos (batismo e Santa Ceia) tinham poder de salvar o homem. De acordo com os reformadores, batismo e Santa Ceia são meios de graça e a função deles é a representação de Cristo, sua obra e seus benefícios. Portanto, os sacramentos apontam para a obra de Cristo, de sorte que eles não têm, em si, nenhum poder de salvação. Contrariar esse princípio é contrariar a Escritura; logo, fica descaracterizado o ser igreja.

3. Disciplina eclesiástica
Essa é outro ponto a ser considerado, visto que a igreja verdadeira não pode ser cúmplice das más obras. Negligenciar a disciplina é o mesmo que não zelar pela pureza da igreja e seu testemunho no mundo. Sobre isso, R. C. Sproul escreve que, se uma igreja - pública e impenitentemente - endossa, pratica ou se recusa a disciplinar pecados grosseiros e hediondos, ela deixa de exibir esta marca de verdadeira igreja.

Conclusão
Não são poucas as denominações que tem surgido diariamente. Diante disso, a questão que surgiu, ainda no século XVI, deve se fazer presente em nossos dias. A questão é: qual igreja é verdadeira? Para respondermos essa questão devemos estar atentos para três características que acompanham a verdadeira igreja: a pregação genuína do evangelho, o uso correto dos sacramentos e a disciplina eclesiástica. Que o Senhor nos dê sabedoria para discernirmos os espíritos.

------------------------------------
Carlos Eduardo Pereira de Souza  é pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil. Formou-se em Teologia pelo Seminário Presbiteriano do Sul em 2003 e pela Universidade Presbiteriana Mackenzie em 2012. Mestrado em Novo Testamento pelo Centro de Pós Graduação Andrew Jumper em 2013. Pós-graduando em docência do ensino superior, pela Universidade Paulista.

Google Plus