A igreja (7)


Ao longo dessa longa série sobre a igreja, temos discorrido sobre os mais variados temas. Nosso propósito hoje não será diferente, uma vez que faremos algumas considerações sobre o significado da Santa Ceia.



Conforme salienta Wayne Grudem, seu significado é “complexo, rico e pleno”. Tendo isso em vista, abordaremos nessa e na próxima edição alguns desses significados, relacionados pelo mencionado teólogo. Vejamos:

1. A morte de Cristo
Em nossa participação na Ceia há uma simbologia da morte de Cristo. Seu corpo moído por nossas transgressões (Is 53.5) é simbolizado no partir do pão. A participação no cálice, por sua vez, simboliza o sangue do Redentor derramado em nosso favor (Ef 1.7).

Essa simbologia é plenamente expressanas seguintes palavras do apóstolo Paulo: “Porque, todas as vezes que comerdes este pão e beberdes o cálice, anunciais a morte do Senhor, até que ele venha” (1 Co 11.26). 

2. Nossa participação nos benefícios da morte de Cristo
Quanto ao pão, Jesus ordenou: “Tomai, comei; isto é o meu corpo” (Mt 26.26). A respeito do cálice, Ele disse: “Bebei dele todos” (Mt 26.27). Quando os cristãos assim procedem, há uma participação espiritual nos benefícios da redenção conquistada por Cristo em sua morte.

Sobre isso, Grudem afirma: “Quando assim procedemos mostramos um símbolo do fato de que participamos dos benefícios conquistados em nosso favor pela morte de Jesus”. Isto é, o perdão, a reconciliação com Deus e a vida eterna.

3. Alimento espiritual
Da mesma forma que o alimento comum nutre nosso corpo, os elementos da Ceia do Senhor nos alimentam. Todavia, tais alimentos nutrem nossa alma, proporcionando-lhe o refrigério necessário. A Ceia do Senhor, portanto, objetiva relembrar-nos o dito do Mestre: “Se não comerdes a carne do Filho do Homem e não beberdes o seu sangue, não tendes vida em vós mesmos” (Jo 6.53).

Conclusão
A Ceia do Senhor é muito mais do que um mero ritual; antes, traz em si significados didáticos e espirituais. Nela anunciamos a morte de Cristo em favor dos eleitos, comunicamos nossa participação nos benefícios de Sua morte e nos alimentamos espiritualmente. Assim, não deixemos de participar, dignamente,desse importante momento na igreja de Cristo.

------------------------------------
Carlos Eduardo Pereira de Souza  é pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil. Formou-se em Teologia pelo Seminário Presbiteriano do Sul em 2003 e pela Universidade Presbiteriana Mackenzie em 2012. Mestrado em Novo Testamento pelo Centro de Pós Graduação Andrew Jumper em 2013. Pós-graduado em docência do ensino superior, pela Universidade Paulista em 2016.

Tecnologia do Blogger.