Anjos: Número de anjos, "anjo da guarda" e elos entre si (03)



Na reflexão passada abordamos alguns pontos revelados pela Escritura a respeito dos anjos. Segundo o ensino bíblico, parece haver a indicação de que existe uma hierarquia entre esses seres.

Além disso, há anjos específicos com nomes, além do fato de que eles não são onipresentes. Continuaremos nossa abordagem apontando para outros aspectos ensinados pela Bíblia a respeito dos anjos.


1. Quanto ao seu número. A Bíblia não fornece o número exato de seres angelicais. Contudo, algumas passagens demonstram que Deus criou um grande número deles. Hebreus 12.22 nos fala de “incontáveis hostes de anjos”.

Outro texto que fala de um número muito grande é Apocalipse 5.11. Ali está escrito: “Vi e ouvi uma voz de muitosanjos ao redor do trono, dos seres viventes e dos anciãos, cujo número era de milhões de milhões e milhares de milhares”. Essa expressão indica um número extremamente grande, segundo a ótica humana.

2. Não há anjos da guarda. Há aqueles que creem que existam anjos da guarda. Eles sustentam isso em textos tais como Mateus 18.10 onde Jesus diz que os anjos dos pequeninos incessantemente vêem a face de Deus. O que Cristo quer ensinar é que aqueles anjos tinham acesso à presença de Deus e não que protegiam particularmente cada criança.

Outro texto usado é Atos 12.15, que fala sobre o “anjo” de Pedro que batia à porta. Esse texto não se refere a um anjo em particular. Isso porque anteriormente o texto mostra que o mesmo anjo que libertou Pedro, depois, no v. 10, o deixou. Portanto, não há fundamento para a crença de que exista um anjo em particular para guardar um indivíduo. 



3. Os anjos não se casam. Jesus ensinou que na ressurreição as pessoas não se casam; antes, são como os anjos no céu (Mateus 22.30). Esse texto sugere que os anjos não têm os mesmos elos familiares que existem entre os homens. Portanto, tudo o que passar disso é mera conjectura.

Conclusão 
Algumas coisas devem ficar claras em relação aos anjos. Seu número é grande. Contudo, não há anjos da guarda e tampouco a Bíblia fala sobre matrimônio entre eles. Estejamos alertas para todo ensino que siga direção oposta àquilo que a Bíblia fala a respeito do assunto.
Carlos Eduardo Pereira de Souza  é pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil. Formou-se em Teologia pelo Seminário Presbiteriano do Sul em 2003 e pela Universidade Presbiteriana Mackenzie em 2012. Possui Mestrado em Divindade com concentração no Novo Testamento pelo Centro de Pós Graduação Andrew Jumper em 2013.

Tecnologia do Blogger.