Sociais

Anjos: Hierarquia, nomes e presença (2)


No último artigo refletimos brevemente sobre o fato de que os anjos são seres espirituais, bem como possuem nomes diversos, além de haverem outros tipos de seres celestiais, segundo a Bíblia. Hoje, continuaremos nossa abordagem, falando um pouco mais sobre esse assunto que é alvo de discussões e de erros de interpretações. 

Vejamos:


1. Existe uma hierarquia. De acordo com as Escrituras, há uma indicação de que existe uma hierarquia entre os anjos. Um deles é Miguel, chamado de arcanjo (Judas 9), que indica autoridade sobre outros anjos. Ele é chamado “um dos primeiros príncipes”, em Daniel 10.13. 

De acordo com Ap 12.7-8, ele parece ser o líder de um exército angélico. Paulo fala que, ouvida a voz do arcanjo, Cristo descerá dos céus (1 Ts 4.16). Contudo, a Bíblia não deixa claro se Miguel é o único arcanjo ou se existem outros com a mesma função.

2. Há nomes de anjos específicos. A Bíblia só menciona o nome de dois anjos em específico. O primeiro é Miguel, conforme visto acima (Dn 10.13-21; Judas 9; Ap 12.7-8). O segundo é Gabriel, mencionado em Dn 8.16 e 9.21 como mensageiro de Deus para falar ao profeta. Ele também se identifica a Zacarias como aquele que “assiste diante de Deus” (Cl 1.19), bem como é descrito como o “enviado da parte de Deus” quando aparece a Maria, mãe de Jesus (Lc 1.26). Fora esses casos, em nenhuma outra passagem há menção de outros nomes.


3. Não são onipresentes. Os anjos, como seres criados por Deus, somente podem estar num só lugar por vez. A Bíblia retrata os anjos deslocando-se de um lugar para o outro, como no caso de Gabriel, que foi enviado da parte de Deus para Nazaré (Lc 1.26). 

Essa mesma ideia é expressa quando um anjo declara a Daniel: “Por causa das tuas palavras é que eu vim” (Dn 10.12). Naturalmente, isso difere de Deus, que pode estar em todos os lugares ao mesmo tempo, qualidade essa que é chamada de onipresença.

Conclusão. 
Não há como refutar a afirmação de que a Bíblia fala de anjos. Todavia, é fundamental que busquemos na própria Escritura aquilo que ela fala a respeito dessas criaturas. 

Conforme aprendemos hoje, parece haver uma hierarquia entre os anjos. Além disso, apenas dois recebem nomes, e, finalmente, não podem estar em mais de um lugar ao mesmo tempo. Aprendamos tais verdades e ensinemos como nos é revelada.

Índice
02 - Hierarquia, nomes e presença

------------------------------------
Carlos Eduardo Pereira de Souza  é pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil. Formou-se em Teologia pelo Seminário Presbiteriano do Sul em 2003 e pela Universidade Presbiteriana Mackenzie em 2012. Possui Mestrado em Divindade com concentração no Novo Testamento pelo Centro de Pós Graduação Andrew Jumper em 2013.

Google Plus