Sociais

Anjos: Sua ação e nossa postura (06)


Na reflexão passada, mostramos que os anjos comprovam o amor de Deus e a existência do mundo invisível, bem como são bons exemplos para os crentes. Vejamos um pouco mais a respeito:


1. Os anjos executam alguns desígnios de Deus. A Bíblia mostra que os anjos cumprem algumas ordens de Deus. Eles levam mensagens às pessoas (Lc 1.11-19) e executam alguns dos juízos do Senhor (2 Cr 32.21; Ap 16.1). Patrulham a terra como representantes de Deus (Zc 1.10-11), guerreiam contra forças demoníacas (Ap 12.7-8; 10.1-3). Os anjos estarão ao lado de Cristo quando este retornar (Mt 16.27), e esse retorno será anunciado por um arcanjo (1 Ts 4.16; Ap 18.1-2).

2. Os anjos glorificam diretamente a Deus. Os anjos cumprem a função de glorificar a Deus. Segundo Is 6.2-3 e Ap 4.8, eles enaltecem a santidade de Deus. Glorificam a Deus pelo plano de salvação (Lc 2.14). Pedro nos diz que os anjos anseiam observar as glórias do plano de salvação, enquanto este se desenvolve nas vidas dos crentes (1 Pe 1.12). Segundo Wayne Grudem, caso Timóteo guardasse as orientações de Paulo, os anjos testemunhariam tal obediência e glorificariam ao Senhor por isso (1 Tm 5.21).

3. Devemos ter consciência dos anjos no dia a dia. A Bíblia ensina que devemos estar conscientes da existência anjos. Se assim não fosse, tal ensino não estaria nas Escrituras. Eles foram comissionados para entregar a lei no Monte Sinai (At 7.53; Gl 3.19; Dt 33.2). Constituem um ajuntamento alegre no Monte Sião (Ap 5.11-13). Nos céus, se alegram quando um pecador se arrepende (Lc 15.10). Além disso, são enviados para servir os santos (Hb 1.14). Wayne Grudem afirma que eles são testemunhas de nossos pecados ocultos e, por isso, se entristecem.

Conclusão
O ensino da Bíblia sobre os anjos é amplo e significativo. Hoje aprendemos um pouco mais sobre o assunto. Segundo a Escritura, eles executam parte dos desígnios do Senhor, bem como o glorificam.

E, finalmente, devemos ter a consciência sobre a existência desses seres angélicos. Que tais ensinos nos ajudem a compreender o trabalho dos anjos e nos habilitem a rechaçar qualquer idéia contrária a essa doutrina.
Carlos Eduardo Pereira de Souza  é pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil. Formou-se em Teologia pelo Seminário Presbiteriano do Sul em 2003 e pela Universidade Presbiteriana Mackenzie em 2012. Possui Mestrado em Divindade com concentração no Novo Testamento pelo Centro de Pós Graduação Andrew Jumper em 2013.

Google Plus