Tempos difíceis - A arrogância

Charge via Rabix

"Sabe, porém, isto: nos últimos dias, sobrevirão tempos difíceis, pois os homens serão... arrogantes..." - 2 Timóteo 3.1,2

Arrogância é o mesmo que soberba e orgulho. A diferença é que enquanto o orgulho tem uma aplicação mais abrangente e pode acontecer no interior de alguém, a arrogância é algo exteriorizado especialmente nos relacionamentos humanos.

No texto bíblico vem do grego huperēphanos que significa: pessoas altivas, que se sentem e se comportam como se fossem superiores aos outros.

Algo muito presente em nossa sociedade, não é mesmo?


Os homens são arrogantes. Presumem que aquilo que conseguiram alcançar na vida lhes torna mais importantes que os outros. E aquelas outras pessoas que não conseguiram tanto como eles, os arrogantes fazem questão de mostrar que nunca chegarão a tal nível.

É o que acontece, por exemplo, com os estudantes nas faculdades. Os universitários que estão no final do curso olham por cima dos ombros dos que estão no primeiro grau. Os bacharéis olham para os universitários também da mesma forma. O que tem mestrado olha altivamente para um bacharel. O que tem doutorado também, e assim sucessivamente.

Lembro-me neste sentido de algo que marcou minha família em um moento crítico. Quando minha mãe estava doente, com câncer, ficamos eu, meu pai e ela, das 8h até às 18h da para conseguir a que seria sua última internação no Hospital do Servidor em São Paulo - depois disso ela faleceu. Um pouco antes de minha mãe conseguir a vaga, chegou uma senhora, de alto escalão social, provavelmente da política, e logo que chegou foi internada instantaneamente - tudo na nossa frente.

A sociedade valoriza os ricos, os que têm posição social, os que tem poder aquisitivo. E olha de cima para baixo para os pobres e humildes. Alguém já disse que no Brasil, “os prédios são a maneira dos ricos olharem para os pobres de cima.”

Não se surpreenda com a arrogância, marca de nosso tempo. Afinal, são tempos difíceis. Todavia não se conforme com ela, pelo contrário, tenha seu comportamento moldado pelo que orienta a Palavra de Deus. 

Tenhamos humildade nos relacionamentos. Não devemos subestimar as pessoas, mas sempre considerá-las superiores a nós. Sempre há algo a aprender com o outro.

Nada façais por contenda ou por vanglória, mas com humildade cada um considere os outros superiores a si mesmo - Filipenses 2:3

--------------------------------------------------
Andrei de Almeida Barros é pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil. Em 1998 trabalhou como missionário em Portugal. Formou-se em teologia pelo Seminário Presbiteriano do Sul em 2003 e ordenado pastor em 2004.
É fundador e editor do site www.semeandovida.org
Tecnologia do Blogger.