Sociais

A divindade de Cristo (6)


Chegamos ao final de nossa jornada sobre a pessoa de Cristo. Mostramos as evidências bíblicas que confirmam sua humanidade, bem como sua divindade. Para finalizarmos essa série, responderemos a seguinte questão: por que é vital a divindade de Jesus?


1. Porque Cristo é o único habilitado. 
Wayne Grudem afirma que “só alguém que fosse Deus infinito poderia arcar com toda a pena de todos os pecados de todos os que cressem nele – qualquer criatura finita não seria capaz de arcar com tal pena”.

2. Porque Cristo é o único salvador. 
A Escritura revela que a salvação pertence ao Senhor (Jn 2.9). Além disso, toda a Bíblia deixa claro que nenhum ser humano ou qualquer outra criatura poderia salvar o pecador. Em Ap 7.10, Cristo é exaltado por isso. Assim lemos: “Ao nosso Deus, que se assenta no trono, e ao Cordeiro, pertence a salvação”.

3. Porque Cristo é o único mediador. 
Somente um homem plenamente divino poderia ser o mediador entre Deus e o pecador (1 Tm 2.5). Isso ocorreu tanto para conduzir o homem de volta a Deus quanto para revelar Deus de forma perfeita. Em Colossenses 1.15 lemos: “Este [Jesus] é a imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação”.

Conclusão. 
Se Jesus não fosse plenamente Deus não seria capaz de levar sobre si as punições decorrentes do pecado. Consequentemente, não haveria salvação, tampouco a possibilidade de sermos reconciliados com Deus. Que jamais nos afastemos de tais verdades e que tenhamos como propósito na nossa vida intensa adoração e gratidão ao Cordeiro.

------------------------------------
Carlos Eduardo Pereira de Souza  é pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil. Formou-se em Teologia pelo Seminário Presbiteriano do Sul em 2003 e pela Universidade Presbiteriana Mackenzie em 2012. Mestrado em Divindade com concentração no Novo Testamento pelo Centro de Pós Graduação Andrew Jumper em 2013. Pós-graduando em docência do ensino superior, pela Universidade Paulista.

Google Plus