Sociais

A santificação (2)



Ao darmos início à série de reflexões sobre santificação, abordamos primeiramente seus três estágios básicos na história do homem. Conforme vimos, ela se inicia na regeneração, cresce ao longo da vida e se completará no porvir. Hoje abordaremos outro ponto importante – a cooperação de Deus e do homem na santificação.


1. A cooperação de Deus
A santificação é fundamentalmente uma obra que envolve o Deus trino. Paulo ora: “O mesmo Deus da paz vos santifique em tudo (1 Ts 5.23). É Ele quem nos disciplina e quem nos causa o desejo de fazer o que é de seu agrado (Hb 12.5-11; Fp 2.13). 

Jesus, por sua vez, foi o responsável por conquistar a nossa santificação, sendo também modelo a ser seguido (1 Co 1.30; Hb 12.2; 1 Pe 2.21). Finalmente, o Espírito Santo é quem atua no interior do cristão a fim de transformá-lo, conduzindo-o à maior santidade (1 Pe 1.2; 1 Ts 2.13; Gl 5. 16-18; 22). “O Espírito Santo é o espírito da santidade e produz santidade dentro de nós” (Wayne Grudem).


2. A cooperação do homem
A santificação é tanto passiva quanto ativa. É passiva no sentido de que o cristão depende de Deus para ser santificado. É ativa porque ele tem a incumbência de obedecer a Deus. Há vários textos que exortam o cristão a se santificar com o auxílio de Deus. Paulo escreve: “Oferecei-vos a Deus como ressurretos dentre os mortos” (Rm 6.13;19). 

O mesmo apóstolo exorta os crentes de Filipos a serem obedientes a Deus, especialmente quando ele – Paulo - estivesse ausente (Fp 2.12-13). O apóstolo das gentes também adverte: “Fugi da impureza” (1 Co 6.18). Finalmente, lemos em Hebreus 12.14 um texto emblemático quanto essa ordem: “Segui a paz com todos e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor” (Hb 12.14).

Conclusão 
Homem e Deus estão plenamente ativos no processo. Se por um lado o Pai, o Filho e o Espírito Santo são plenamente atuantes, por outro o homem tem participação através da obediência capacitada por Deus. Dessa maneira, que busquemos dia a dia, através da graça de Deus, um modo de vida através da qual a luz do Senhor brilhe intensamente.

------------------------------------
Carlos Eduardo Pereira de Souza  é pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil. Formou-se em Teologia pelo Seminário Presbiteriano do Sul em 2003 e pela Universidade Presbiteriana Mackenzie em 2012. Mestrado em Divindade com concentração no Novo Testamento pelo Centro de Pós Graduação Andrew Jumper em 2013. Pós-graduando em docência do ensino superior, pela Universidade Paulista.

Google Plus