Conhecendo [um pouco] o mundo do pastor (4)


Olhemos um pouco o mundo do pastor da perspectiva de sua relação com o seu cônjuge. Mundo este de tentações e perigos para muitos ministros do evangelho.

A liderança (presbíteros e diáconos) pode prevenir e evitar a infidelidade de um ministro encorajando-o e estimulando-o a desenvolver um casamento saudável, o que é de grande valia e importância para sua pessoa por inteiro.

Toda a igreja precisa de um pastor por inteiro pregando nos púlpitos. De um belo exemplo de casamento e família cristã para ser vivido diante do povo. Assim sendo, todo esforço de prevenção é importante.

Os líderes farão um grande favor a seu[s] pastor[es] e à igreja ao encorajar a encontrar[em] EQUILÍBRIO (tempo) entre o casamento e o ministério. Um grande casamento é um excelente presente que um pastor dá a si mesmo, mas é também um importante ministério dado à igreja.

Como líder em sua igreja, você deve encorajar seu pastor a cultivar um casamento feliz, estável e forte. Estimule-o a gastar e investir tempo e esforço para fazer isso. Sugira que separe tempo para estar a sós com sua esposa. Se necessário, levante recursos para o casal viajar juntos. Isto trará mais retorno do que foi eventualmente gasto.

PREVENÇÃO – se seu pastor precisa de orientação psicológica, ajude-o a fazer frente às despesas como se fosse uma oferta a sua igreja e a ele. Embora ninguém possa assumir a responsabilidade pela saúde de um outro casamento que não o seu próprio, os líderes podem ajudar com estímulos, influência e encorajamento.

Lembre de três fatos importantes: (1) pastores estão vulneráveis de modo alarmante às tentações emocionais exteriores durante ocasiões de desesperança; (2) um bom casamento é um importante fator de motivação para um ministério eficaz – todo esforço para fortalecer o casamento do ministro é um reforço ao ministério; e (3) uma igreja raramente, ou jamais, se recupera dos danos causados pela infidelidade de um pastor.

Deus nunca quis que casamento e ministério competissem ente si. Quando existe a competição, alguém deve mudar isto.

-----------------------------------------
Gilberto Bueno Filho, é pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil. Formado em Teologia pelo Seminário Presbiteriano do Sul em 2001. Pós-Graduação em Ética, Cidadania e Subjetividade pela Escola Superior de Teologia em 2007. É fundador e editor do blog familiafariabueno.
Tecnologia do Blogger.