As Alianças entre Deus e o Homem


Desde o princípio Deus relaciona-se com o homem por meio de requisições e promessas que também são conhecidas como alianças. 

Wayne Grudem assim define o termo: “É um acordo imutável e divinamente imposto entre Deus e o homem, que estipula as condições do relacionamento entre as partes”. 

Na presente reflexão, abordaremos os tipos de aliança ensinadas na Bíblia.


1. Aliança das Obras
Também conhecida como Aliança Adâmica, é aquela em que as bênçãos dela decorrentes dependiam unicamente da obediência de Adão e Eva. 

Isso fica evidente na seguinte ordem: “E o SENHOR Deus lhe deu esta ordem: De toda árvore do jardim comerás livremente, mas da árvore do conhecimento do bem e do mal não comerás; porque, no dia em que dela comeres, certamente morrerás”(Gn 2.16-17). 

A bênção decorrente da obediência seria a vida. Em caso de desobediência, a punição seria a morte.


2. A Aliança da redenção
Diferentemente da primeira, essa não é uma aliança entre Deus e homem, mas sim entre a Trindade. Trata-se de um pacto entre o Pai, o Espírito Santo e o Filho, no qual este concordou em encarnar-se, tornando-se nosso representante, e ser obediente às exigências da Lei. 

Nesse pacto, o Pai dá seu Filho visando a salvação (Jo 3.16), o Filho viria ao mundo para viver como homem sob a lei mosaica e reuniria aqueles que o Pai lhe havia dado (Gl 4.4; Jo 17.12). 

O Espírito, por sua vez, capacitaria o Filho para o exercício de seu ministério (Mt 3.16) e aplicaria os benefícios de sua morte aos eleitos (Jo. 14.16-17).

3. Aliança da graça
Uma vez que o homem não conseguiu obter as bênçãos previstas na aliança das obras, Deus estabeleceu um novo pacto e caminho por meio do qual o homem pudesse ser salvo. 

Neste caso, Cristo cumpre o papel de mediador dessa nova aliança,no sentido de que ele obedece às exigências de Deus e, consequentemente, nos reconcilia com o Senhor (Hb 8.6; 2 Cor 5.18). A condição para a participação nessa aliança é a fé na obra redentora de Cristo (Rm 1.17; 5.1).

Conclusão
O homem não foi criado de modo a que não pudesse se relacionar com Deus. Prova disso são as alianças estabelecidas por Deus. 

A aliança das obras remete ao Éden, onde Adão deveria obedecer a Deus. A aliança da redenção diz respeito ao acordo da Trindade onde foi traçado o plano de redenção. 

Aliança da graça, por sua vez, é a execução da redenção por meio do sacrifício de Cristo,cujos benefícios são concedidos por meio da fé. 

Que haja no coração do homem contínua gratidão por essa interação com Deus, derivada tão somente de sua graça.

Tecnologia do Blogger.