O que ocorre depois da morte?


Por incrível que pareça, no meio cristão há discussões infindáveis sobre o que ocorre com o cristão após a morte. 

Confusões e interpretações equivocadas distorcem a simplicidade do ensino da Escritura. Diante disso, nessa breve reflexão, abordaremos esse assunto.

1. A alma do cristão vai imediatamente para o céu. 
A morte é uma interrupção temporária da vida no corpo, como também é a separação da alma do corpo. Após a morte, muito embora o corpo permaneça na terra, a alma vai imediatamente para a presença de Deus. 

Paulo, ciente dessa realidade, diz que preferia “deixar o corpo, e habitar com o Senhor” (2 Co 5.8). Ele também afirmou que seu desejo era “partir e estar com Cristo” (Fp 1.23). Portanto, a morte é sinônimo da alma deixar o corpo para estar com o Senhor.

2. O purgatório não é ensinado na Bíblia. 
Uma vez que, à luz dos textos já citados, entendemos que a alma dos crentes irá imediatamente para o Senhor. Portanto, isso significa que a doutrina do purgatório não possui sustentação bíblica. Segundo essa doutrina, o purgatório é um local onde a alma do cristão é purificada até que esteja pronta para adentrar os céus. 

Esse ensino da Igreja Católica é uma doutrina baseada em textos apócrifos, principalmente 2 Macabeus 12.42-45, e não em textos inspirados. Um exemplo claro da inexistência desse local foi a declaração de Cristo para o ladrão da cruz: “Hoje estarás comigo no paraíso” (Lc 23.46).


3. O sono da alma não tem respaldo bíblico. 
Esse ensino baseia-se em textos tais como Mt 9.24, 27.52; 1 Ts 4.13; 5.10. É importante entender que, quando a Bíblia trata da morte como um sono, os autores têm em mente a realidade da ressurreição. 

Isto é, quando a morte é tratada como “dormir”, na verdade se trata de uma metáfora usada para dizer que a morte do corpo é temporária para o cristão, tal como o sono. 

É importante notar que, quando Cristo ressuscitou a Lázaro, Jesus disse que ele havia apenas adormecido e que seria despertado (Jo 11.11) - isto é, ele seria ressuscitado. Note que Cristo disse que Lázaro havia adormecido e não a sua alma.

Conclusão
A morte é um tema tratado com extrema simplicidade pela Escritura. O crente, ao morrer, vai direto para Deus;portanto, não existe purgatório, nem mesmo há sustentação para a ideia de “sono da alma”. 

Que Deus, em sua graça, ilumine nosso entendimento, para compreendermos esse assunto com a mesma clareza com que a Bíblia o apresenta.

Tecnologia do Blogger.