Vida Intensa


Melhor é um dia nos teus átrios do que mil noutro lugar; prefiro ficar à porta da casa do meu Deus a habitar nas tendas dos ímpios
Salmos 84.10 

Cora Coralina tem um lindo poema que intitulado “Não sei”. Veja o que ela diz: 

Não sei se a vida é curta ou longa demais para nós.
Mas sei que nada do que vivemos tem sentido, se não tocarmos o coração das pessoas.
Muitas vezes basta ser: colo que acolhe, braço que envolve, palavra que conforta, silêncio que respeita, alegria que contagia, lágrima que corre, olhar que sacia, amor que promove.
E isso não é coisa de outro mundo: é o que dá sentido à vida.
É o que faz com que ela não seja nem curta, nem longa demais, mas que seja intensa, verdadeira e pura enquanto durar. 

Você já parou para pensar que realmente o que importa não é a quantidade de horas que temos, mas o que fazemos com este tempo? A intensidade da vida está relacionada à qualidade e não à quantidade do tempo. 

Podemos viver muitos anos, mas de forma amargurada, desrespeitando as pessoas, ignorando a Deus. Ou podemos viver, mesmo que sejam poucos anos, de forma intensa, alegre, ajudando as pessoas, amando a Deus. 

Para viver bem não é preciso grandes coisas. Viver bem está mais relacionado a doar-se aos outros do que receber. O sentido da vida está em cumprirmos nossa missão. E nossa principal missão é anunciar a mensagem do evangelho. 


É ajudar o nosso próximo a conhecer a Deus, ensinar as pessoas as verdades que aprendemos. É cumprir nosso papel em nossa casa, na sociedade, o papel de ser luz do mundo. Fazendo isso podemos dizer que somos pessoas realizadas. 

Lembrando sempre que nossa maior expectativa se concentra no final da vida, em nosso encontro com Deus, em estar com Cristo. Enquanto este momento não chega, devemos viver nossa história fazendo o que é mais importante e melhor. 

E é exatamente esta expectativa da vinda de Jesus e nosso encontro com ele, que muda nossa forma de viver no tempo presente. 

Façam o bem e amem sinceramente uns aos outros.

Tecnologia do Blogger.