Consulte a Deus


Por amor de tua palavra e de acordo com tua vontade, realizaste este feito grandioso e o revelaste ao teu servo - 2 Samuel 7.21

O livro de 2 Reis, capítulos 18-20, nos conta a história do rei Ezequias de Judá. Ezequias, enfrentando ameaças do rei Senaqueribe, sem consultar o profeta Isaías, tentou negociar com o rei. 

Entregou muita prata e ouro do templo, mesmo assim Senaqueribe continuou com suas ameaças. Só então Ezequias, diante da grande humilhação que sofreu, consulta o profeta. 

Isaías responde dizendo que não deveriam temer, que os seus inimigos iriam morrer (2 Reis 19.6-7). E realmente tudo aconteceu da forma que o profeta havia dito. 

Em um segundo momento, encontramos o profeta Isaías vindo até Ezequias trazer uma péssima notícia. Assim diz o Senhor: ‘Ponha em ordem a sua casa, pois você vai morrer; não se recuperará’ (2 Rs 20.1b). 

Ezequias clama a Deus pedindo sua cura: “Lembra-te, Senhor, como tenho te servido com fidelidade e com devoção sincera. Tenho feito o que tu aprovas” (2 Rs 20.3).

Sua oração foi ouvida e no mesmo instante Deus manda Isaías voltar com uma ótima notícia. “Ouvi sua oração e vi suas lágrimas; eu o curarei” (2 Rs 20.5b). 

Deus acrescenta mais 15 anos na vida de Ezequias. Alguns mensageiros da Babilônia, que ficaram sabendo de sua doença, vieram visitá-lo com presentes. Ezequias ficou muito contente com a visita e, sem consultar o profeta, acabou mostrando tudo o que havia no seu palácio. 

O profeta Isaías, quando ficou sabendo, o repreendeu. Disse ao rei que por aquela atitude, um dia tudo o que se encontrava no palácio seria levado para a Babilônia, inclusive seus próprios descendentes. 

Hoje não temos profetas como naqueles dias, mas também devemos sempre consultar a Deus. Vimos claramente que Ezequias passou por grandes dificuldades quando não consultou o profeta. 

Também vimos que ele obteve grande livramento quando se humilhou diante de Deus. É na presença de Deus que temos proteção. Devemos buscá-lo a todo instante. 

Somente em Deus obtemos a vitória.

Tecnologia do Blogger.