Deus, ensina-nos a amar!


Quem ama seu irmão permanece na luz, e nele não há causa de tropeço
1 João 2.10 (Romanos 1.28-32)

Ezequias foi um dos bons reis de Judá. 2 Reis 18.5 diz: “Nunca houve ninguém como ele entre todos os reis de Judá, nem antes nem depois dele”. Por seu testemunho de vida, teve um reinado abençoado. 

Mas, infelizmente, no final de sua vida encontramos uma frase dita por ele que demonstra grande insensibilidade. 

Esta frase é a seguinte: “Boa é a palavra do Senhor que anunciaste” (2 Rs 20.19b). 

Aparentemente uma frase que não tem nada demais. Só que a palavra do Senhor que foi anunciada pelo profeta Isaías era que, um dia, tudo o que se encontrava em seu palácio, seria levado para a Babilônia, e também alguns dos seus próprios descendentes se tornariam eunucos no palácio do rei da Babilônia. 

Porque alguém responderia a uma notícia desta com a frase: “boa é esta palavra”? A explicação está na sua continuação. Ezequias disse: “Boa é a palavra do Senhor que anunciaste, pois ele entendeu que durante sua vida haveria paz e segurança”. 

O rei Ezequias entendeu que durante a vida dele haveria paz e segurança. Por isso, disse: “A mensagem do SENHOR que você me deu é boa”. 

O fato dele se alegrar com a paz em seus dias demostrou a total falta de preocupação do que viria adiante. 

Ele sabia que todo aquele mal que viria estava relacionado a consequências de sua ação em mostrar todos os tesouros do palácio aos babilônicos que foram visitá-lo, mas o que parece importar é que ele não sofreria.

Hoje, ainda mais, somos tentados à insensibilidade. Infelizmente este egoísmo chega a atingir os próprios lares, como aconteceu no caso de Ezequias. Nem mesmo a notícia de que seus filhos seriam levados como escravos o abalou. 

Quantos maridos e esposas se importam mais com seus prazeres do que com a fidelidade. Quantos filhos tratam seus pais com total desafeto. 

Que Deus abra os nossos olhos para ver que o mais importante é o amor, ações que demonstrem afeto, renúncia, que demonstrem se importar com o próximo.

Deus querido, ensina-nos a amar!!!

Tecnologia do Blogger.