O amor de Deus pelo perdido


Quando Jesus iniciou seu ministério, havia uma característica que saltava aos olhos: ele pregava para os considerados pecadores daquela sociedade. 

Mas os fariseus, observando que Jesus fazia o que eles não queriam fazer, começaram a desqualificá-lo, sugerindo uma associação entre ele e o comportamento publicamente reprovável daquelas pessoas que o acompanhavam.


Isso acontecia porque a religião judaica tinha, por sua vez, a seguinte característica: eles não evangelizavam. Eles não queriam se misturar ou saber de gente que não era de sua própria etnia. Não queriam chegar perto de prostitutas, de ladrões, de cobradores de impostos ou de pecadores em geral. Sentiam-se como se pertencessem a um “gueto santo” intocável. 

E dessa forma a sua própria religião favoreceu ao esquecimento de sua missão. Eram satisfeitos em ir ao templo e praticar boas obras – apenas isso.

Para estes homens e também para pessoas que ainda não entenderam o amor de Deus, Jesus proferiu uma parábola (Lucas 15:8-10). Nela, uma mulher ao constatar a perda de uma moeda, faz uma procura sistemática pela casa até encontrar. Ao final, com a moeda em mãos, se reúne com as amigas e vizinhas para se alegrar. Por meio desta parábola Jesus ensina a respeito do amor de Deus, que busca os perdidos.

A igreja deve, como Deus, amar e buscar os perdidos. Mas onde estarão aqueles que precisam ouvir da salvação em Jesus? Eles estão em todos os lugares! Eles podem estar dentro de nossa casa (como a moeda da parábola), na nossa família, na nossa escola, no nosso emprego. Mas eles podem estar longe em outras nações, tribos, línguas, povos e raças.

No nosso mundo há pessoas sedentas de salvação. Elas precisam ser orientadas e aconselhadas a irem até Jesus e se saciarem, pois foi ele mesmo quem disse: “...aquele que tem sede venha, e quem quiser receba de graça a água da vida” (Apocalipse 22.17).

E você, entendeu o quão abrangente é o amor de Deus? Se sim, você tem sido um instrumento de Deus anunciando a salvação em Jesus para as pessoas que estão ao seu redor?

--------------------------------------------------
Andrei de Almeida Barros é pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil. Em 1998 trabalhou como missionário em Portugal. Formou-se em teologia pelo Seminário Presbiteriano do Sul em 2003 e ordenado pastor em 2004. Licenciado em História em 2015. É fundador e editor do site www.semeandovida.org
 
Toggle Footer