A criação (2)


 
Na edição anterior, tratamos de alguns aspectos concernentes à Criação. Segundo vimos, a Criação surgiu a partir do nada, sendo produto da obra e palavra de Deus. Também, por meio da Criação o poder de Deus é manifestado. Na presente reflexão abordaremos outros elementos referentes à Criação.


1. Deus criou o universo espiritual
Conforme já foi dito, Deus criou todas as coisas, tanto visíveis quanto invisíveis. Paulo escreveu: “Pois, nele, foram criadas todas as coisas, nos céus e sobre a terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos, sejam soberanias, quer principados, quer potestades. Tudo foi criado por meio dele e para ele” (Cl 1.16). No livro dos Salmos lemos que um dos motivos pelos quais Deus criou esses seres invisíveis foi para o seu próprio louvor. No Salmo 148.2 está escrito: “Louvai-o, todos os seus anjos; louvai-o, todas as suas legiões celestes”.

2. Deus criou Adão e Eva
O ser humano não é o resultado de um longo processo evolutivo. Gn 2.7, ao afirmar que Deus formou o homem do pó da terra, transmite a ideia de que se tratou de um evento de curta duração. Depois de soprar nas narinas o fôlego da vida (Gn 2.7), Deus também criou Eva da costela de Adão (Gn 2.21-22). No Novo Testamento, Paulo reconhece esse evento histórico ao escrever: “Porque o homem não foi feito da mulher, e sim a mulher, do homem. Porque também o homem não foi criado por causa da mulher, e sim a mulher, por causa do homem” (1 Co 11.8-9).

3. Deus criou o tempo
Outro elemento que é produto da soberania e criação de Deus é o tempo. O tempo como nós conhecemos contrasta com sua eternidade. A eternidade está isenta de qualquer espécie de contagem de horas, dias ou anos. É algo que está acima do nosso entendimento e por isso Jó declarou: “Eis que Deus é grande, e não o podemos compreender; o número dos seus anos não se pode calcular” (Jó 36.26). Portanto, o tempo, sendo igualmente criado por Deus, deve ser usado para glorificar o seu santo nome.

Conclusão
Deus revela sua soberania e sua criatividade na obra da Criação. O universo espiritual, Adão e Eva, bem como o tempo foram produtos do poder de Deus. Neles podemos contemplar tanto sua graça quanto sua sabedoria. Sendo assim, Deus, como o único criador, deve ser adorado, cultuado e temido.

------------------------------------
Carlos Eduardo Pereira de Souza  é pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil. Formou-se em Teologia pelo Seminário Presbiteriano do Sul em 2003 e pela Universidade Presbiteriana Mackenzie em 2012. Mestrado em Divindade com concentração no Novo Testamento pelo Centro de Pós Graduação Andrew Jumper em 2013. Pós-graduando em docência do ensino superior, pela Universidade Paulista.

Tecnologia do Blogger.