Sociais

Facilitadores ou bloqueadores?


...em quem também vós, depois que ouvistes a palavra da verdade, o evangelho da vossa salvação, tendo nele também crido – Efésios 1.13

Muitas pessoas olham para o cristianismo como mais uma das grandes religiões presentes no mundo. E isso ocorre porque não conseguem enxergar uma verdadeira transformação na vida de quem professa a fé cristã. De fato, infelizmente existem pessoas que apenas simpatizam com as verdades cristãs, mas não se comprometem com as mesmas.


Mas, biblicamente falando, os verdadeiros cristãos não são transformados por um mero sistema filosófico grego, alguma fábula, mito ou mesmo ensinamentos ocultos. Os verdadeiros cristãos são transformados pela Palavra que lhes trouxe o conhecimento da realidade última, a revelação de Deus em seu Filho. E, de acordo com o próprio Jesus, não existe nenhuma verdade para a salvação fora dele: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim. (João 14:6)

Todavia, para que uma transformação verdadeira seja experimentada, são necessários dois passos importantes. Em primeiro lugar, é necessário ter contato com Bíblia. O apóstolo Paulo afirma: “depois que ouvistes a palavra da verdade” (1.13). 

No tempo de Paulo a maioria das pessoas não tinha acesso aos textos bíblicos como nós temos hoje. Era muito trabalhoso conservar e copiar os pergaminhos, além de ser caro. Daí a importância das cartas que os apóstolos escreviam serem lidas em voz alta para os cristãos da época e estes, em contrapartida, ouvissem atentamente seus ensinos.

Hoje temos não só a Bíblia impressa, mas inúmeros recursos multimídia que nos permitem ter contato com a Palavra de Deus. Esse contato com a Palavra é vital para nossa transformação. Afinal, como saberemos se estamos andando ou não de acordo com a vontade de Deus se não conhecemos sua Palavra? 

Em segundo lugar, para experimentar uma verdadeira transformação, é necessário crer no que a Bíblia ensina. O tema central da Bíblia é a boa notícia da salvação em Jesus (Lucas 2:10-11). Paulo continua afirmando: “... tendo nele também crido” (1.13) 

Essa crença em Jesus não é apenas uma simpatia. Até porque tem muita gente que simpatiza com Jesus e concorda com seus ensinos, mas não compromete sua vida com isso. Crer simplesmente por crer, diz a Bíblia, “...até os demônios creem e tremem” (Tiago 2.19) Todavia, apesar de crerem que há um Deus, os demônios continuam desobedientes e trabalhando dia e noite contra o Reino de Deus.

Então é necessário mais do que isso, concorda? Para experimentar verdadeira transformação é necessário crer no sentido completo, se entregar por inteiro, obedecer e viver de fato o que a Bíblia ensina. 

Agora, voltemos à questão inicial: por que muitas vezes não se vê transformação na vida dos cristãos? Porque não estão tendo contato com a Palavra de Deus e não estão de fato comprometidos com ela. 

Robert Murray McCheyne, famoso pastor da Igreja da Escócia, afirmava o seguinte: "O crente é aquele cuja vida leva outros a crerem com mais facilidade"

Afinal, temos sido facilitadores ou bloqueadores da fé cristã?

--------------------------------------------------
Andrei de Almeida Barros é pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil. Em 1998 trabalhou como missionário em Portugal. Formou-se em teologia pelo Seminário Presbiteriano do Sul em 2003 e ordenado pastor em 2004. Atualmente cursa Licenciatura em História. É fundador e editor do site www.semeandovida.org
Google Plus