Em Cristo somos filhos de Deus



...e em amor; nos predestinou para ele, para a adoção de filhos, por meio de Jesus Cristo, segundo o beneplácito de sua vontade,para louvor da glória de sua graça, que ele nos concedeu gratuitamente no Amado - Efésios 1.5-6

É muito comum ouvirmos a frase: “Somos todos filhos de Deus”. É uma frase bonita, sem dúvida. Mas falta algo importante nela: a obra de Jesus Cristo! Sem essa obra ou fora de Jesus não poderíamos ser chamados de filhos de Deus, mas sim filhos da sua ira (Efésios 2.3) em consequência de nosso própria natureza pecaminosa (Romanos 6.23). 

Se as coisas fossem deixadas assim, nenhum de nós seria filho de Deus. Porém, Deus em seu amor elaborou um plano desde a eternidade. Por esse amor fomos marcados de antemão, ou seja, predestinados para sermos adotados como filhos por meio de Jesus Cristo.

Uma característica interessante da adoção é que a criança recebida como filha deve sua posição à graça e não ao direito. Ela é trazida até a família, passando a ter os mesmos privilégios e deveres de um filho de nascimento, sem, todavia ter méritos para isso. Na época de Paulo a adoção era mais comum entre os romanos, e geralmente eram adotados jovens adultos que tinham o caráter comprovado, para que se tornassem herdeiros e mantivessem o nome da família. 

Porém, em relação a Deus, a Bíblia deixa claro que todos nós somos pecadores. Não há um justo sequer! (Romanos 3.10,23). Não há mérito algum! Mas Deus, conforme o bom propósito de sua vontade, justifica a pessoa pecadora e concede a graça dela poder tornar-se sua filha por meio de Jesus Cristo. 

Mas e a contrapartida? O que o Pai Celestial espera de nós como seus filhos? Creio que todo pai deseja ver filhos obedientes (Mateus 12.50), aceitando a disciplina paternal (Hebreus 12.5-8). Todo pai deseja se relacionar com seu filho (Mateus 6.6), ser tomado como modelo (Mateus 5.48), deseja confiança total no seu amor paternal (Mateus 6.32). E, não podemos esquecer, todo pai deseja ser amado (Mateus 12.30) – note como Paulo chama Jesus de “Amado” (Efésios 1.6). 

Enfim, quando ouvir novamente a frase “somos todos filhos de Deus”, não esqueça que, colocada assim, ela está incompleta. O correto é afirmar: Somos todos filhos de Deus “pela fé em Cristo Jesus” (Gálatas 3.26).

Para pensar
Você já é filho de Deus em Jesus? Se não o que espera? Quem não é filho de Deus em Jesus torna-se filho da ira, ou seja, merecedor de uma vida longe de Deus pela eternidade.
Se já recebeu a Jesus como Salvador, você tem sido um bom filho?

--------------------------------------------------
Andrei de Almeida Barros é pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil. Em 1998 trabalhou como missionário em Portugal. Formou-se em teologia pelo Seminário Presbiteriano do Sul em 2003 e ordenado pastor em 2004. Atualmente cursa Licenciatura em História. É fundador e editor do site www.semeandovida.org
Tecnologia do Blogger.