O Natal de Jesus em Colossenses (3) - Cristo, o primogênito de toda a criação


Ele é...o primogênito de toda a criação; pois, nele, foram criadas todas as coisas, nos céus e sobre a terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos, sejam soberanias, quer principados, quer potestades. Tudo foi criado por meio dele e para ele. Ele é antes de todas as coisas. Nele, tudo subsiste - Colossenses 1.15b-17

Hoje é o Segundo Domingo do Advento. Neste período que antecede o Natal temos estudado a Carta de Paulo aos Colossenses buscando nela informações para uma verdadeira celebração dessa data importantíssima no Calendário Cristão. 


Quanto mais conhecemos, em profundidade, a Doutrina de Cristo, mais condições temos para comemorar o Natal do Senhor Jesus. 

Paulo estava preocupado com a igreja de Colossos que estava deixando de lado o conhecimento de Cristo e se enveredando por outros caminhos não bíblicos cheios de práticas heréticas e superstições. Com isso estavam confusos e os hereges se aproveitavam para infiltrar falsas doutrinas. Mas o apóstolo os reconduz ao bom caminho da verdade evangélica, da sã doutrina. 

Também em nossos dias há muita confusão com referência sobre quem é Jesus: o que realmente significou para o mundo a Sua Encarnação, o Seu nascimento, a Sua presença corporal, de carne e osso entre nós, a Sua Paixão, Morte e Ressurreição. E para completar: tudo aquilo que os apóstolos, principalmente Paulo, havia tirado de errado, como um judaísmo morto, um gnosticismo confuso, temos visto, com tristeza essas coisas entrando nas igrejas, pela porta da frente.

Para contemplar a face da divindade, precisamos olhar para a criança que repousa num berço de palhas e ver a verdadeira expressão da graça de Deus que conosco e em nós habita, graça infinita, e assim não seremos confundidos. 

Paulo nos diz sobre Cristo como:

I – O PRIMOGÊNITO QUE TEM A PRIMAZIA DO LUGAR
“...Ele é...o primogênito de toda a criação;”

O que Paulo quer nos dizer como “o primogênito?”. Não significa que Ele, Jesus Cristo foi criado. O texto bíblico nos mostra que o termo primogênito refere-se ao lugar que ocupa ou o status. 

Jesus é o primeiro em importância, o primeiro em posição. Jesus não é a primeira coisa criada, pois, Ele mesmo, é o Criador de tudo e de todas as coisas. 

Para aqueles que conhecem o texto original, e os que têm a iluminação do Espírito Santo, entendem isso perfeitamente, pois ir, além disso, como estava acontecendo com alguns colossenses, e acontece com muitos dos nossos dias, é conspurcar a Doutrina da Santíssima Trindade, é blasfemar contra o que Deus tem feito, dito e revelado para o nosso conhecimento. 

Paulo nos ensina que Jesus Cristo é o Deus Eterno, e, portanto, o primogênito, o que tem status, lugar, com primazia.

II – O PRIMOGÊNITO QUE CRIOU TODAS AS COISAS
“Ele é o primogênito de toda a criação;”

O “de toda a criação” significa que todas as coisas foram criadas por Ele e para Ele. “Pois nele foram criadas todas as coisas”. 

Por isso vemos que, diante do poder de Jesus: o vento e as ondas bravias do mar lhe obedeciam. As enfermidades desapareciam. A morte batia em retirada e os demônios fugiam espavoridos. 

Como Criador de todas as coisas, de toda a criação, todos O reconheciam como o seu supremo Criador. NEle, através dEle, e para Ele, existem todas as coisas. 

Paulo nos ensina que Jesus mantém todas as coisas do micro e do macro cosmo, do mundo visível e invisível.

III – O PRIMOGÊNITO QUE DÁ SIGNIFICADO A TODAS AS COISAS.
“pois, nele, foram criadas todas as coisas, nos céus e sobre a terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos, sejam soberanias, quer principados, quer potestades. Tudo foi criado por meio dele e para ele.” 

Como Criador Ele dá significado a cada detalhe deste mundo. Como o primogênito, é Aquele que ocupa lugar especial em todo o universo, Aquele que o mantêm em ordem. 

Foi para reordenar o nosso universo interior que Ele veio. Identificou-se com a nossa realidade, nossos problemas, nossas enfermidades. O Advento nos leva a refletir sobre tudo isso.

Foi vindo ao nosso mundo que Ele colocou em ordem o caos no qual se encontrava a vida de cada um de nós, que nEle cremos e, consequentemente o nosso mundo confuso. 

A resposta para o significado da existência, da vida e de tudo é: Jesus Cristo.

Conclusão
Você tem crido que o Senhor Jesus veio ao mundo para reorganizar as coisas, como o primogênito de toda a criação, a começar do seu mundo interior?

Entender a grandiosidade de Cristo é tornar cada um capaz de, verdadeiramente, comemorar o seu Natal. Que neste segundo Domingo do Advento você possa, de maneira clara, à luz das Santas Escrituras, entender o que dEle disseram os profetas e os apóstolos, e, agora, em especial o apóstolo Paulo.

Por Antonio Coine

Continue a leitura
1 - Cristo, o Rei!
3 - Cristo, o primogênito de toda a criação
Tecnologia do Blogger.