Permaneça na Palavra!


Passará o céu e a terra, mas as minhas palavras jamais passarão – Mateus 24.35

Quem não se lembra da antiga propaganda? “O tempo passa, o tempo voa; e a Poupança Bamerindus continua numa boa... é a Poupança Bamerindus!”. Pois é. O Banco Bamerindus faliu. Entrou em dificuldades em 1994 e sofreu intervenção do Banco Central em 1997. E assim são muitas coisas que pareciam ser duradouras e simplesmente acabaram.

A máquina de escrever não resistiu à chegada do computador. O aparelho de Fax ficou obsoleto devido ao email. Jogar em máquinas de fliperama não faz sentido para quem tem hoje videogame em casa. Aguardar para revelar fotos é algo que a nova geração nem sequer imagina. Discar em um telefone com disco giratório, armazenar em disquete, usar papel carbono para copiar, ligar na rádio e pedir para que o locutor não falasse em tal música só para poder gravar na fita, etc...

Poxa, quanta coisa passa! Mas nós também passamos. Envelhecemos. Os nossos filhos crescem, deixam o lar, buscam suas vidas, seus próprios caminhos. O mundo irá passar e um dia acabar. Tudo passa!


Mas algo não passa. É a Palavra de Deus. Em todo esse tempo ela tem resistido e permanecido. Em 303 A.D. o imperador Dioclécio decretou que a Bíblia fosse exterminada. Ditaduras coibiram e queimaram muitas Bíblias na história. Alguns países da atualidade proíbem sua circulação. Todavia, a Bíblia é hoje encontrada em milhares de línguas, sendo o livro mais lido do mundo.

Não apenas um livro, mas é a Palavra de Deus presente nos corações e nas vidas de seu povo. São palavras que nos tornam sábios para a salvação, úteis para ensinar, repreender e corrigir. Educam os filhos de Deus na justiça. Com esta Palavra seremos de fato completos, maduros, preparados em cada área de nossa vida. (2 Timóteo 3.14-17).

Lembre-se disso nessa entrada de ano: a Palavra de Deus permanece. Mas, em contrapartida, você tem permanecido nela? Como foi 2012 nesse sentido? Quais são seus planos para o seu crescimento espiritual em 2013? Afinal, não adianta apenas conhecer, é necessário permanecer: “Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste e de que foste inteirado” (2 Timóteo 3.14).

--------------------------------------------------
Andrei de Almeida Barros é pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil. Em 1998 trabalhou como missionário em Portugal. Formou-se em teologia pelo Seminário Presbiteriano do Sul em 2003 e ordenado pastor em 2004.
É fundador e editor do site www.semeandovida.org
Tecnologia do Blogger.