Celebridade


Ao Senhor, teu Deus, adorarás, e só a ele darás culto - Mateus 4:10

Hoje quero deixar um texto bem diferente dos que escrevo normalmente. A cada dia vemos mais pessoas que buscam a fama a qualquer preço e, para tanto, mais pessoas se dispõem a ser fã, admirador e adorador. Não é errado admirar uma pessoa pelo seu trabalho e pelas qualidades que demonstra. Mas tudo tem limite.

O que estamos presenciando é um culto à personalidade e uma luta em que vale tudo para alcançar um lugar de destaque. Isso não tem acontecido apenas no mundo secular. Muitas igrejas estão também exaltando seus líderes, bandas, denominação etc.


Existe fã clube de vários cantores; agendas, camisetas, fachadas de prédios e até Bíblias exaltando personalidades. Será que não estão passando dos limites? Precisamos entender como funciona a idolatria para fazer uma analise séria e percebermos até que ponto não estamos adorando a criação no lugar do criador.

O que acontece é que o homem, no seu estado vazio e deprimido, procura uma saída para sua dor e necessita de algo que ele possa tocar, ver, sentir. Assim ele tem a tendência constante de escolher para si aquilo que está em evidência, o que é moda, e relacionar-se, identificar-se com aquilo.

Quando alguém torce por algum time e o time ganha um jogo, ele se sente um vencedor. Assim, quando fazemos parte de uma denominação ou admiramos alguém que está em evidência, nos sentimos melhores e vitoriosos.

Temos então a tendência do exagero, exaltando pessoas, pois quanto maior for a pessoa, mais nós ganhamos e nos sentimos melhores. Assim começa a nossa dependência dos homens e o afastamento de Deus.

A mensagem bíblica é clara: “Ao Senhor Deus adorarás e só a Ele darás culto” (Mt. 4:10). Eu quero dizer que nós não podemos ficar dependentes das personalidades, fazendo como as pessoas não cristãs que são atraídas pela fama.

Nós devemos nos lembrar do livre acesso que temos a Deus, lembrar que Ele nos fala através de cada um de seus servos, através da Bíblia.

Nos preocupamos quando vemos vários congressos no Brasil com a participação dos mesmos preletores e grupos musicais, será que só eles pregam bem e cantam bem? Parece que estamos nos acostumando com o sistema de marketing que é empregado no mundo secular...

-----------------------------------------
Hebert dos Santos Gonçalves, é pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil. Formado em Teologia pelo Seminário Presbiteriano do Sul em 1990 e pela Universidade Presbiteriana Mackenzie em 2006. É um dos escritores do Pão Diário da Rádio Transmundial. É fundador e editor do site: www.hebert.com.br
Tecnologia do Blogger.