Consciência

Vandalismo
Há hoje, de modo geral, um descontentamento, por parte dos jovens, para com a vida. Parece que eles não têm motivação nenhuma para o estudo, para o preparo para a vida! A maioria dos jovens não leva a sério a escola onde passam grande parte do dia, gastando o tempo em tudo que não seja o motivo de sua estada na escola - estudar. Sentimento religioso então, vida espiritual é coisa de que nem cogitam. Igreja? Já era! Devoção? E caretice! Bom mesmo é pichar muros e paredes, destruir placas de sinalização de trânsito, arrancar árvores, destruir recipientes de lixo na rua. Muitos só vão se dar conta do erro que estão cometendo quando não houver mais tempo de recuperação.

Se não há mais muito o que fazer com os jovens, com os mais velhos, vamos começar com as crianças. Salomão diz "instrui a criança no caminho em que deve andar e ainda quando for velho não se desviará dele". 

(Extraído do livro “Pense Comigo – Meditações Evangélicas”, 1ª Edição – Rev. Samuel Barbosa)

Fim de ano
Hoje é dia trinta e um de dezembro, último dia do ano. Você já pensou, caro leitor, que você já tem um ano a menos de vida? Sim, porque, como bem lembrou alguém, cada ano a mais é um ano a menos. Mas isso é o que menos importa. O que importa é saber como você "perdeu" esse ano a menos. Se você chegar á conclusão de que, no seu caso, não são necessárias essas aspas, então você perdeu mesmo e não há como recuperar o tempo perdido.

(Extraído do livro “Pense Comigo – Meditações Evangélicas”, 1ª Edição – Rev. Samuel Barbosa)

Consciência
Mesmo antes, muito antes de haver psiquiatria e psicanálise como ciências sistematizadas, Cristo já aconselhava a higiene mental como meio de aliviar as tensões e até a depressão - a doença do dia. Higiene só exterior de nada vale, sem a higiene da mente. Já dizia o filósofo que o homem é aquilo que pensa. Se ele pensa bem ele é bom, se pensa mal ele é mau. Arejar a mente, limpar a mente é a melhor maneira de gozar a vida, pois nessas condições o homem não teme o julgamento do "outro", nem de sua própria consciência, nem de Deus.

(Extraído do livro “Pense Comigo – Meditações Evangélicas”, 1ª Edição – Rev. Samuel Barbosa)

Violenta discussão
Ano de 1936. Manhã cinza de inverno. Discutia eu fortemente com a minha mãe. Havia passado a noite toda na orgia e queria almoçar cedo. Minha mãe ainda era católica, mas não aprovava as festividades e os bailes. Eu e os meus irmãos causávamos preocupação e trabalho. Errava a minha mãe por causa do meu erro. Naquela manhã, a discussão violenta feriu-me a consciência. 

Os versículos da Bíblia afloraram-me a mente: "Eu sou a luz do mundo..." - Jo. 8:12; "Assim brilhe também a vossa luz diante dos homens para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus"- Mt 5:16; "Se alguém tem sede, venha a mim e beba" - Jo. 7:37; "Buscai as coisas lá do alto" - Cl. 3:1.

(Extraído do livro “Os meus dias” – Rev. Lázaro Lopes de Arruda, 1997.)
Tecnologia do Blogger.