Implicações da ascensão de Cristo


Se a ressurreição de Cristo tem consequências diretas sobre nossa vida, tanto no que diz ao presente quanto ao futuro, o mesmo podemos afirmar em relação a sua ascensão. A presente reflexão tem como objetivo demonstrar algumas dessas implicações. 

Vejamos:



1. Ela prefigura nossa própria ascensão
A ida de Cristo para junto do Pai demonstra que o mesmo ocorrerá conosco. Não é a toa que Paulo faz a seguinte declaração: “Depois, nós, os vivos, os que ficarmos, seremos arrebatados juntamente com eles, entre nuvens, para o encontro do Senhor nos ares, e, assim, estaremos para sempre com o Senhor” (1Ts 4.17). 

Antes, o próprio Jesus já havia afirmado: “E, quando eu for e vos preparar lugar, voltarei e vos receberei para mim mesmo, para que, onde eu estou, estejais vós também” (Jo 14.3).

2. Ela anuncia nossa verdadeira morada
A subida de Cristo para o céu nos ensina que nosso lar definitivo não é nesta terra corrompida, mas sim juntamente com Ele. 

É o que o Senhor mesmo nos garante, com as seguintes palavras: “Na casa de meu Pai há muitas moradas. Se assim não fora, eu vo-lo teria dito. Pois vou preparar-vos lugar” (Jo 14.2). 

O fato de Cristo ter sido homem como nós e ter subido aos céus indica o que haverá de ocorrer conosco. Sendo assim, uma vez que tenha sido assunto ao céu após sua obra, nos foi concedida a garantia de que o mesmo ocorrerá com os crentes.


3. Ela nos concede a mesma autoridade
Paulo afirma que Deus “nos ressuscitou, e nos fez assentar nos lugares celestiais em Cristo Jesus” (Ef 2.6). Embora não estejamos já no céu com o Senhor, a ascensão de Cristo significa que estamos assentados com Cristo em lugares celestiais. 

Estar sentados com ele comunica que os cristãos possuem, em certa medida, a autoridade de Cristo, uma vez que eles têm autoridade contra as hostes espirituais da iniquidade (Ef 6.12), para batalhar com armas espirituais e com poder para destruir as fortalezas (2 Co 10.4).

Conclusão
Toda obra de Cristo tem implicações para o ser humano. Tanto sua humilhação, quanto sua exaltação. Conforme vimos aqui, a ida de Cristo para junto do Pai nos ensina que o mesmo ocorrerá conosco. 

Além disso, somos ensinados que nosso lar não é aqui, e temos, em certa medida, a mesma autoridade do nosso Mestre.

Tecnologia do Blogger.