Testes de desconhecimentos gerais


Esse seria o título mais acertado para as entrevistas feitas pela Rede Globo e apresentadas há tempos no programa Fantástico

A continuar como vai, com o desinteresse do povo pela leitura, auxiliado pelas facilidades que o próprio sistema atual de ensino - supletivo e até pouco tempo, o mobral - logo, logo teremos entrevistas assim.

-Você, que já está terminando o segundo grau, poderia me dizer quem foi Tiradentes?
-Claro que posso, meu pai foi ontem.

-Agora, o senhor que está no último ano do mobral, sabe quem foi que descobriu o Brasil?
-Não senhor, eu nem sabia que ele estava coberto!

-Agora você, que está no último ano da Faculdade, sabe quem foi Pero Vaz de Caminha?
-Não sei bem, mas acho que era um desses homens que gostam de caminhar depois do jantar.

Mas deixando de lado as brincadeiras, pois a gente não pode e não deve brincar com a infelicidade de ninguém, e ignorância é uma forma de ser infeliz, principalmente quando se tem consciência dela - a Rede Globo terminou a entrevista com a pergunta sem resposta: “De quem é a culpa?”.

Será que não é também da televisão? Por que a tevê Globo não faz o mesmo teste somente com pessoas que veem televisão? Creio que o resultado não seria muito diferente.



Os entrevistados saberiam quem é Caetano Veloso, Francisco Cuoco, Leão, Rivelino, Chacrinha, Bolinha e Silvinho (para ter tudo no diminutivo) etc. Os entrevistados saberiam quem é Márcia Mendes, Yoná Magalhães, Beth Faria, Vera Fischer e a outra Gimenes etc.

Duvido que responderiam alguma coisa sobre os nossos poetas, escritores, compositores - eu disse compositores - pintores, cientistas, autoridades constituídas, economistas etc. etc. etc.

No aludido programa, o próprio apresentador demonstrou que também não sabia o nome do prefeito de São Paulo quando disse que entrevistado misturou o nome do prefeito com o do governador. 

Sendo um dos mais perfeitos meios de comunicação, a televisão tem uma oportunidade enorme de transmitir conhecimentos à população, além de futilidades. 

Mas o que interessa mesmo à televisão, são os comerciais de cigarro e de bebida. Pergunte a marca do cigarro dos cavalos (da propaganda) e qualquer pessoa responde. 

Pergunte o nome da cachaça do santo (outro absurdo, usar nome de santo para marca de cachaça) e qualquer pessoa responde. 

O que tem feito a televisão para a cultura geral? Nada, absolutamente nada, pois segundo a pesquisa feita de encomenda, pela Rede Globo, o povo depois do advento da televisão, desaprendeu, pois há algumas décadas o povo não era tão ignorante como o programa deixou transparecer. 

Se a pergunta feita no final do programa - De quem é a culpa? - foi lançada como carapuça, a televisão pode muito bem colocá-la que ela vai lhe servir como se Fosse feita sob medida. 

Tecnologia do Blogger.