Deus não muda. E você?



As mulheres disseram a Noemi: "Louvado seja o Senhor, que hoje não a deixou sem resgatador! Que o seu nome seja celebrado em Israel! O menino lhe dará nova vida e a sustentará na velhice, pois é filho da sua nora, que a ama e que lhe é melhor do que sete filhos!" - Rute 4:14-15


Já diz um ditado que “para conhecer bem uma pessoa é necessário comer um quilo de sal com ela”. Em outras palavras, você precisa passar tempo com alguém a fim de ver quem realmente ele é. Isso porque as pessoas nem sempre mostram quem são de imediato e revelam sempre alguma inconstância no comportamento. 


De fato, nossos relacionamentos são marcados por essas imperfeições. Mas com Deus não é assim. O Senhor é perfeito, santo, bom, ele não muda, permanece o mesmo (Tiago 1.17). Todavia muita gente ao passar por problemas pode se ver tentada a mudar essa percepção, amargurando-se, questionando os planos ou a intenção de Deus. 

Algo parecido aconteceu com Noemi, que por causa da fome nas terras de Judá foi procurar uma vida melhor em Moabe. Porém, nos quase dez anos que passou ali, enfrentou muito mais do que perdas materiais. Enterrou não apenas o marido, mas os dois filhos. 

A Noemi que agora voltava não era a mesma que tinha ido. Estava marcada pelo sofrimento, sem perspectivas e com a percepção de que Deus estava contra ela. Preferiu ser chamada de Mara, porque vivia amargurada, e não mais Noemi, que significa amável, agradável. (Rute 1.19-21) Das duas noras, apenas Rute resolveu acompanhá-la de volta a Belém e seguir o Deus verdadeiro. 

Quantos cristãos não passam pela mesma situação? Quando se deparam com o “não” de Deus ou com o fato de o tempo ou a vontade dele não serem as mesmas que desejam, acreditam que o Senhor está contra eles.

Alguns, nessa percepção, acabam se rebelando, voltando-se contra o Senhor. Agir assim é como “jogar a toalha” antes mesmo do jogo começar. É desistir sem se quer exercitar a fé e a confiança em Deus. Como adverte o sábio - “Se te mostras fraco no dia da angústia, a tua força é pequena” (Provérbios 24.10)

No caso de Noemi, apesar dela não conseguir a princípio enxergar os planos de Deus, o Senhor tinha preparado um marido para sua nora Rute. Ele foi o resgatador daquela família (algo vital naquele contexto cultural) e permitiu a continuidade de sua descendência, dando-lhe deu um neto. 

E agora a percepção de Noemi mudou. Não apenas dela, mas das pessoas ao redor que conheciam sua triste história. As próprias vizinhas sugeriram que o seu neto se chamasse Obede, que significa ‘Servo do Senhor’ (Rute 4.14.17). Esse menino era uma bênção que transbordava de alegria uma viúva que sofreu tantas perdas. Além disso, de sua descendência viria o rei Davi e posteriormente Jesus, o Rei dos Reis. (Mateus 1.5 - Apocalipse 17.14)

A fé saudável e verdadeira é aquela que confia em Deus, mesmo que não veja de imediato uma solução. É uma fé que, durante as provas e dificuldades, nunca se esquece ou questiona o caráter do Deus santo, bondoso e soberano, que tem tudo sob controle (Habacuque 3.17-19).

Lembre-se, independente do que acontecer, Deus continua sendo perfeitamente bom, ele não muda, ele ama você. Mas e você, em meio às provações, continua sendo fiel a Deus?

--------------------------------------------------
Andrei de Almeida Barros é pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil. Em 1998 trabalhou como missionário em Portugal. Formou-se em teologia pelo Seminário Presbiteriano do Sul em 2003 e ordenado pastor em 2004. Licenciado em História em 2015. É fundador e editor do site www.semeandovida.org
Tecnologia do Blogger.