Sociais

Rico

Tendo sustento e com que nos vestir, estejamos contentes (I Tm 6.8).

Certo dia um ratinho do campo convidou seu amigo que morava na cidade para ir visitá-lo em sua casa no meio da relva. O ratinho da cidade foi, mas ficou muito chateado quando viu o que havia para jantar: grãos de cevada e umas raízes com gosto de terra. 


No outro dia convidou o ratinho do campo para morar com ele. Chegando lá o amigo mostrou para ele uma despensa com queijo, mel, cereais, figos e tâmaras. O ratinho do campo ficou de queixo caído. 

Resolveram começar o banquete na mesma hora. Mas mal deu para sentir o cheirinho: a porta da despensa se abriu e alguém entrou. Os dois ratos fugiram apavorados e se esconderam no primeiro buraco apertado que encontraram. 

Depois de levar mais alguns sustos o ratinho do campo se despediu dizendo: – Até logo. Estou vendo que sua vida é um luxo; mas para mim não serve. É muito perigosa. Vou para minha casa, onde posso comer minha comidinha simples em paz.

Temos que tomar cuidado para que o desejo de viver uma vida com muitos luxos não venha tirar nossa paz e principalmente nossa fidelidade a Deus. Quem vive correndo atrás de dinheiro pode se apaixonar por ele e trazer grande maldade para sua vida. 

Mais vale uma vida modesta com paz e sossego que todo o luxo do mundo com perigos e preocupações. Enquanto muitos que vivem buscando comida com fartura não conseguem ao menos ter um sono tranquilo, aqueles que sabem que sua vida está sob os cuidados de Deus dormem em paz (Sl 4.8).

Deus trata com cuidado especial aqueles que são fiéis a ele.

-----------------------------------------
Hebert dos Santos Gonçalves, é pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil. Formado em Teologia pelo Seminário Presbiteriano do Sul em 1990 e pela Universidade Presbiteriana Mackenzie em 2006. É um dos escritores do Presente Diário da Rádio Transmundial. É fundador e editor do site: www.ajudadoalto.org
Google Plus