Descobrindo o maior tesouro


O reino dos céus é semelhante a um tesouro oculto no campo, o qual certo homem, tendo-o achado, escondeu. E, transbordante de alegria, vai, vende tudo o que tem e compra aquele campo - Mateus 13:44


Em junho de 2009 em Telavive, a segunda maior cidade de Israel, aconteceu um fato inusitado. Uma filha resolveu comprar um novo colchão para sua mãe, jogando o velho no lixo. Quando sua mãe recebeu o presente logo caiu em desespero, pois dentro daquele colchão velho estavam guardadas todas as suas economias - cerca de 1 milhão de dólares.


A filha tentou reaver o colchão, mas era tarde demais. Ele se juntou e misturou nas mais de três toneladas de lixo no depósito da cidade. Mesmo com ajuda de funcionários do local, o colchão nunca foi encontrado.

Já pensou perder tamanha quantia de dinheiro? É praticamente a perda de um grande tesouro. Mas é exatamente disso que trata a Parábola do Tesouro Perdido, proferida por Jesus em Mateus 13.44. A primeira cena desta parábola é a descoberta do tesouro. Em tempos de guerra era comum que as pessoas enterrassem aquilo que tinham de mais valioso com medo dos saques. E foi exatamente nesse tipo de tesouro que esbarrou um homem pobre que arava o campo.

Pensando no nosso contexto, nesse mundo imenso que vivemos existe um tesouro escondido da maioria das pessoas. Não é ouro, não é prata, não é bebida, nem comida, nem se pode enxergar com os olhos carnais. O tesouro é o Reino de Deus - mas a maioria das pessoas não vê este reino. É algo oculto a elas, pois estão preocupadas com seus próprios reinos e impérios pessoais. Estão no campo, estão no mundo, mas ainda não acharam o tesouro.

Até que um dia, Deus lhes abre os olhos e estas pessoas passam a enxergar o que antes não viam. Elas enxergam agora o tesouro do Reino de Deus. O tesouro da salvação. Suas vidas ganham um novo significado, pois algo novo e valioso foi achado. Todas as coisas são agora secundárias. O Reino de Deus vem em primeiro lugar!

São inúmeros os exemplos de pessoas na história que estavam pelos campos da vida, perambulando pelo mundo nas suas ações cotidianas, vivendo e trabalhando normalmente, até que descobriram o grande tesouro, o Reino e Deus.

Pedro – o pecador profano em Mateus 26.74, torna-se homem cuja própria sombra cura em Atos 5.15. Encontrou o tesouro da verdadeira conversão.

O endemoninhado agitado em Marcos 5.5 torna-se um discípulo calmo em Marcos 5.15; encontrou em Jesus o tesouro da libertação.

João, o judeu vingativo em Lucas 9.54, torna-se o apóstolo do amor em 1 João 4.7. Encontrou em Jesus o tesouro da benevolência.

A samaritana de má reputação em João 4.17,18 torna-se conquistadora de almas em João 4.29. Encontrou em Jesus o tesouro de poder ser um instrumento nas mãos de Deus.

Saulo, o sanguinário perseguidor em Atos 9.1 torna-se apóstolo Paulo em Atos 21.13. Encontrou em Jesus o tesouro do apostolado.

Você descobriu o valor do Reino de Deus? Descobriu o valor da Bíblia? Já descobriu o valor da salvação? Muitos que têm se aproximado do evangelho não estão valorizando o que descobriram. As suas vidas, a corrupção, o valor que dão ao pecado, o amor ao dinheiro, o amor excessivo por si mesmas - tudo isso mostra que não descobriram ainda o quão valioso é o Reino de Deus.


Lembre-se que andar pelos campos do mundo, pela vida, sem descobrir esse verdadeiro tesouro, é uma tragédia. Por mais que a pessoa tenha muito materialmente, se não tem o tesouro do Reino de Deus, ela vai morrer miserável. 


--------------------------------------------------
Andrei de Almeida Barros é pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil. Em 1998 trabalhou como missionário em Portugal. Formou-se em teologia pelo Seminário Presbiteriano do Sul em 2003 e ordenado pastor em 2004. Licenciado em História em 2015. É fundador e editor do site www.semeandovida.org
Tecnologia do Blogger.