Sociais

Deus sabe


Estamos iniciando mais um ano. ...Queremos aproveitar para desejar a todos um ano de muita paz e de muita confiança em Deus.

Nada sabemos do que irá acontecer neste [2015], mas isso não importa, mesmo porque se soubéssemos exatamente tudo aquilo que vai acontecer no decorrer do ano novo, ninguém poderia ser feliz. 


Se a vida fosse só de felicidade no ano novo, a gente não aguentaria a expectativa dos acontecimentos felizes futuros. Se a vida fosse só de infelicidade a gente morreria de medo e de ansiedade. 

Por isso é que Deus não deu ao homem - nenhum homem - a capacidade de prever o futuro. Por isso é que quando você vai consultar um adivinho, desses que cobram cinco reais a consulta, querendo que ele adivinhe o seu futuro, você bate à porta e ele pergunta, lá de dentro: quem é? Nessas alturas você já pode ir embora, pois quem não é capaz de adivinhar quem está batendo na porta, vai adivinhar algum futuro?

E tem gente que acredita. E tem gente que paga para se decepcionar com essa fantasia! Tem gente que não sai de casa sem antes consultar o horóscopo ou nos jornais ou pelo telefone, preocupando-se com signos, conjunção de astros. 

Aliás, muita confusão tem acontecido por causa disso. A recém-casada chegou em casa após o casamento e disse ao marido: eu não sou virgem. Ele deu um tiro nela. Antes de morrer, olhou-o com tristeza e disse: sou Sagitário.

Tudo isso já estava previsto e proibido por Deus como lemos em Deuteronômio 18:9-12

"Entre ti se não achará quem faça passar pelo fogo o seu filho ou a sua filha, nem adivinhador nem prognosticador, nem agoureiro nem feiticeiro. Nem encantador de encantamentos, nem quem consulte um espírito adivinhante, nem mágico, nem quem consulte os mortos, pois todo aquele que faz tal coisa abominação é para o Senhor, e por essas abominações o Senhor teu Deus o lança de diante dele".

Foram perguntar ao filho de um capitão de um navio uma porção de coisas. O diálogo foi mais ou menos assim: - Como é o nome deste navio? - Eu não sei, meu pai sabe. - Para onde nós estamos indo? - Eu não sei, meu pai sabe. - Se acontecer algum contratempo, o que você faz? - Eu não sei, meu pai sabe. - Então você não sabe nada? - Eu não sei, mas meu pai sabe!

Deus não nos pôs no mundo por acaso. Ele tem um propósito para cada pessoa neste mundo, e como Ele é o autor de tudo, é até da nossa vontade. A nossa situação com relação ao que vai acontecer neste ano é a mesma do filho do capitão do navio: - eu não sei, mas meu Pai sabe. E isso é suficiente.

É claro que nós podemos complicar o curso da vida, como também podemos facilitar os acontecimentos na medida em que conhecemos a vontade de Deus para nós, desobedecendo ou obedecendo-a. Onde podemos saber a vontade de Deus para nós? Na Bíblia, mais especificamente nos evangelhos e mais especificamente ainda no sermão do monte - capítulos 5, 6 e 7 de Mateus.

Procure viver seguindo aqueles conselhos que, temos certeza de que, no que depender de você, você será feliz. Consulte a Bíblia. Pratique seus ensinamentos. Jesus disse: "aquele que ouve estas minhas palavras e as pratica, assemelhá-lo-ei ao homem prudente que edificou a sua casa sobre a rocha. 

Desce a chuva, sopram os ventos, atacam os rios e combatem aquela casa, mas ela não cai porque está edificada sobre a rocha. Mas aquele que ouve estas minhas palavras e as não pratica, assemelhá-lo-ei ao homem insensato que edifica sua casa sobre a areia. Desce a chuva, sopram os ventos, atacam os rios e combatem aquela casa e ela cai e será grande a sua ruína".

Comece o ano confiando no poder e na misericórdia de Deus. Viva, em comunhão com Ele todos os momentos de sua vida. Você não precisará consultar mais nada, nem ninguém. Nós não sabemos o que vai acontecer este ano e ninguém sabe. Mas Deus sabe e para mim isso basta.

--------------------------------------------------
Samuel Barbosa é pastor jubilado da Igreja Presbiteriana do Brasil. Formou-se em teologia pelo Seminário Presbiteriano do Sul em 1960. Posteriormente graduou-se em Letras, Pedagogia, Supervisão Escolar e Especialização em Língua Portuguesa com produtiva carreira acadêmica. Pastoreou as igrejas presbiterianas de Apiaí, Correias e Itararé entre 1961 e 1962. Foi pastor da Igreja Presbiteriana de Itararé durante 32 anos até sua jubilação. Presidiu o Presbitério de Itapetininga por 22 anos e é pastor emérito das Igrejas Presbiterianas de Itararé e Itaberá. 
Google Plus