A vitória sobre o desânimo


Na faculdade sempre é exigido um trabalho de conclusão de curso, o chamado TCC em diversas instituições. Eu tive de fazer o meu no ano de 2007 em grupo. Havia pelo menos quatro grupos e uma coisa em comum entre eles: todos trabalhavam durante o dia e estudavam durante a noite. Estávamos todos sendo cobrados pela apresentação de um trabalho impecável, de alto nível.

Não me esqueço de uma noite que cheguei a ver vários colegas, homens feitos e maduros, chorando, desabando em face da pressão a qual estavam expostos. Aconteceram até brigas entre integrantes dos próprios grupos.

Em meio a todo nervosismo um dos grupos expulsou um de seus integrantes, pois julgavam que ele não estava se esforçando o suficiente. A situação, que não estava tranquila para ninguém, para esse rapaz se agravou. Foi lançado ao desânimo. Friamente cortado do projeto de finalização do curso.

Situações como estas fazem parte da vida e não é incomum nos encontramos prostrados e desanimados. Porém, pense comigo um pouco a respeito do que a Bíblia fala do desânimo e como enfrentá-lo vitoriosamente.


a) O povo de Israel caiu no desânimo
Olhando para o livro de Êxodo, vemos que o povo de Israel vivia escravo e cada vez mais oprimido pelos egípcios. Não tinha um rumo bem definido, uma direção para qual caminhar. Não havia perspectiva de melhora ou de futuro independente. Aquela situação não era nada animadora.

Mas Deus vê o sofrimento do seu povo e chama a Moisés para tirá-los daquele suplício. O Faraó insiste em obstruir a saída dos hebreus do Egito, mas não resistiu às pragas resultando na libertação épica do povo de Israel.

Povo que agora é levado por Deus para o deserto. Porém, não demorou para que a murmuração chegasse aos ouvidos de Moisés: “Ele nos trouxe aqui pra matar de fome toda essa gente, pelo menos lá no Egito tínhamos pão e carne!” Recém foram libertos da escravidão e já estavam desanimados!

Deus dá a eles o maná, o pão do céu que caía a cada manhã, depois codornizes, aves da qual comiam a carne. A caminhada continuou, mas nada da Terra Prometida. E quando os 12 espias voltaram de uma sondagem da Terra Prometida, 10 deles ao invés de olharem para as promessas de Deus, se fixam nas dificuldades: havia gigantes na terra.

Novamente desânimo. Novamente murmuração. “Melhor seria ter morrido no deserto”, reclamam a Moisés. E avançando um pouco na narrativa, temos Moisés com idade já avançada, no monte Nebo, contemplando a terra que Deus deu a seu povo. Mas, pelo seu descontrole e pela murmuração do povo, Moisés não poderia entrar ali. Apenas veria ao longe, Morreu, sendo sepultado nas terras de Moabe.

E o povo de Deus que tinha tendência ao desânimo e murmuração, agora se vê numa situação ainda mais complicada, sem o seu líder que os conduziu da escravidão do Egito. Os israelitas choraram Moisés nas campinas de Moabe durante trinta dias, até passar o período de pranto e luto. Mais desânimo.

b) Hoje muitas vezes caímos no desânimo
Não somos diferentes do povo de Israel. Faz parte do ser humano essa inclinação pelo desânimo e murmuração. Certa vez um professor colocou um ponto escuro no quadro branco e perguntou, “o que é isso?”. Todos responderam: “um ponto escuro”. Então ele disse: “na verdade é um enorme quadro branco com um pontinho escuro”.

A verdade é que nosso foco muitas vezes está apurado para o erro, para os pontos escuros de cada dia, e assim nos esquecemos dos enormes “quadros brancos” que nos cercam.

Mas também é certo que há momentos na vida onde tudo parece desfavorável, tudo é contra, nada dá certo, ou não conseguimos nos conformar com as coisas que estão acontecendo conosco ou com aqueles que nos cercam. E assim caímos no desânimo.

c) Deus ordena bênção sobre Israel
Apesar da situação desanimadora que o povo de Israel passava, Deus ordena sua bênção sobre eles. No mesmo texto que fala da morte de Moisés, onde o povo chora por trinta dias, Deus levanta um novo líder, Josué. O mesmo homem que, juntamente com Calebe, se opôs ao desânimo dos outros dez espias que foram verificar a terra prometida. O próprio Senhor diz a Josué:


Josué 1:2-9

2 - "Meu servo Moisés está morto. Agora, pois, você e todo este povo, preparem-se para atravessar o rio Jordão e entrar na terra que eu estou para dar aos israelitas.
3 - Como prometi a Moisés, todo lugar onde puserem os pés eu darei a vocês.
4 - Seu território se estenderá do deserto ao Líbano, e do grande rio, o Eufrates, toda a terra dos hititas, até o mar Grande, no oeste.
5 - Ninguém conseguirá resistir a você, todos os dias da sua vida. Assim como estive com Moisés, estarei com você; nunca o deixarei, nunca o abandonarei.
6 - "Seja forte e corajoso, porque você conduzirá esse povo para herdar a terra que prometi sob juramento aos seus antepassados.
7 - Somente seja forte e muito corajoso! Tenha o cuidado de obedecer a toda a lei que o meu servo Moisés lhe ordenou; não se desvie dela, nem para a direita nem para a esquerda, para que você seja bem sucedido por onde quer que andar.
8 - Não deixe de falar as palavras deste Livro da Lei e de meditar nelas de dia e de noite, para que você cumpra fielmente tudo o que nele está escrito. Só então os seus caminhos prosperarão e você será bem sucedido.
9 - Não fui eu que lhe ordenei? Seja forte e corajoso! Não se apavore, nem se desanime, pois o Senhor, o seu Deus, estará com você por onde você andar".

Deus ordena bênção sobre Israel dissipando todo o desânimo e incredulidade que pudesse existir ali no meio do povo. É a graça de Deus que vem através da condução do líder ungido por Ele, que deve estar fundamentada na Sua palavra, que por sua vez tem de ser pregada.

d) Hoje Deus ordena sua bênção sobre nós
Bem, e o rapaz que foi expulso do trabalho de conclusão de curso pelo seu grupo? Apesar de desanimadora situação, com muito menos tempo ele não ficou na lona. Foi orientado pela coordenadora do curso para fazer um projeto sozinho.

Ele abraçou a ideia, partiu para o desenvolvimento de um site que falasse sobre a história do design. Fez trabalho escrito, montou um display na faculdade para que os alunos pudessem acessar o site, até que chegou o dia da apresentação do TCC.

Quando ele se dirigia para apresentar o trabalho, muitos estavam apreensivos do seu desempenho solitário. Mas ele apresentou tranquilamente e com propriedade. Ilustrou, animou a apresentação, nem sequer gaguejou ao falar. Terminou sua apresentação com agradecimentos diversos e a Deus e com a frase: “Eu sou brasileiro, não desisto nunca”.

Foi aplaudido de pé por todo o auditório. Hoje continua trabalhando na área em São Paulo, se tornou bem sucedido na profissão.

Vença você também o desânimo
Hoje somos expostos a toda sorte de dificuldades e circunstâncias que podem nos lançar no desânimo. Entretanto, mesmo em meio ao pior desânimo, que muitas vezes pode ser até fraqueza na fé, Deus continua ordenando a sua bênção. Porque Ele disse. É o projeto dEle para nós, e então com certeza absoluta, vai se cumprir totalmente na minha e na sua vida!

Cristo morreu na cruz por nós para que tenhamos vida em abundância e a semelhança dEle que ressurgiu dentre os mortos, todos que creram e creem na mensagem da cruz serão redivivos e adentrarão a morada final, a Jerusalém celestial, onde não haverá pranto, nem choro, nem dor, nem desânimo. Ah! Essa terra será muito melhor do que a Canaã terrena. 

Se cremos nesta mensagem, que a levemos também a outros que ainda não a ouviram ou aceitaram a Cristo, pois lembremos do que Deus disse a Josué: Não deixe de falar as palavras deste Livro da Lei e de meditar nelas de dia e de noite, para que você cumpra fielmente tudo o que nele está escrito. Só então os seus caminhos prosperarão e você será bem sucedido.

--------------------------------------------------
Danilo Cassemiro de Campos é pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil. Formado em Teologia pelo Seminário Presbiteriano do Sul em 2010. Ordenado em 2011. Bacharel em Design (Projeto do Produto) pela Faculdade Asseta de Tatuí (2008), além de Técnio em Processamento de Dados e Hardware (1998 e 2002). É fundador e editor do site www.desimax.com.br
Tecnologia do Blogger.