Sucesso e insucesso



Acredito firmemente que todos nós devemos buscar excelência naquilo que fazemos. Mas nesse processo, precisamos aprender que Deus não trabalha usando nossas perspectivas e planos. 

O próprio povo de Israel é um exemplo. Viveu imbuído da ideia de que seria uma grande nação. E assim foi num período respectivo da história, encontrando seu clímax nos reinados de Davi e Salomão, que expandiram o território até aos limites prometidos por Deus aos seus antepassados.

Mas... E os outros momentos da história? Momentos de exílio, de escravidão, de restauração, de reconstrução... Obviamente muitos deles ocorreram pela desobediência do próprio povo. 


Foi um tempo em que sucesso e triunfo não estavam sendo vivenciados. O que Deus queria alcançar com isso? Outros alvos. Queria pessoas quebrantadas de coração. Queria gente mais piedosa. Queria um povo mais temente a Ele, confiando mais nEle do que na sua própria capacidade humana.

Deus não está necessariamente comprometido com o nosso constante e permanente sucesso, de resultados fantásticos e avassaladores. Deus não enxerga as coisas da nossa mesma perspectiva. Para Deus, o fato de você crescer em piedade, devoção e santidade é uma conquista bem mais importante do que fama, sucesso e abundância financeira.

Está aqui um ponto de equilíbrio diante desse exagerado triunfalismo vivenciado hoje pela maioria dos evangélicos. Na sua obstinação pela vitória em todas as áreas da vida, os evangélicos tornaram-se pessoas que não aceitam o sofrimento, não concordam com o “não” da parte de Deus ou mesmo o insucesso. 

Pior. Ao invés de se esforçarem para entender a vontade de Deus, não compreendem porque Deus não se “esforça” para realizar todos os seus sonhos pessoais.

É normal e bíblico querermos que Deus faça uma obra através de nossas vidas. Mas nunca nos esquecemos da obra que ele quer fazer em nós. Isso explica porque nem tudo dá certo, porque muitas vezes experimentamos certas derrotas e insucessos. É que Deus tem outros propósitos bem mais importantes no momento: trabalhar em nossas vidas.


“Confia no Senhor de todo o teu coração, e não te estribes no teu próprio entendimento...” - Provérbios 3:5-8

--------------------------------------------------
Andrei de Almeida Barros é pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil. Em 1998 trabalhou como missionário em Portugal. Formou-se em teologia pelo Seminário Presbiteriano do Sul em 2003 e ordenado pastor em 2004. Licenciado em História em 2015. É fundador e editor do site www.semeandovida.org
Tecnologia do Blogger.