Dia das mães



”...pela recordação que guardo de tua fé sem fingimento,
a mesma que, primeiramente, habitou em sua avó Lóide
e em tua mãe Eunice...” – 2Timóteo 1.5.

O que uma mãe pode deixar para seu filho? Filho do ventre, amado e querido, e quem sabe filho de votos ao Senhor – Provérbios 31.2. Há sempre, em toda mãe, este sentimento de transmitir, de ensinar, de formar, de aconselhar, de educar... os filhos que o próprio Senhor concede – Gênesis 4.1.

Lóide, mãe e também avó, refletindo sobre sua vida, sobre os momentos em que criou e educou a sua filha Eunice pôde afirmar, “Valeu a pena! Valeu as noites mal dormidas! O tempo dedicado a ela...” pois via que em seu neto todo o empenho e dedicação à filha foram recompensados, pois Eunice também soubera transmitir tudo quando aprendera de e com sua mãe.


Os preciosos conselhos do rei e sábio Salomão foram verdadeiros norteadores em sua vida – “A mulher sábia edifica a sua casa...” (Provérbios 14.1); “Com a sabedoria edifica-se a casa, e com a inteligência ela se firma” (Provérbios 24.3).

E mesmo sendo casada com um grego (Atos 16.1), Eunice soube criar Timóteo proporcionando um crescer em todas as dimensões da vida, como o próprio Jesus (Lucas 2.52). Assim, Timóteo tornou-se uma bênção para todos quando estão ao seu redor e sobre tudo para a igreja como exemplo de fé.

Quando as mulheres cristãs possuem esta compreensão de sua missão como mães e procuram, com todo empenho, criar seus filhos e filhas nos caminhos Senhor, concedem a eles a possibilidade de tornarem-se homens e mulheres segundo o coração de Deus.

Lóide e Eunice são mães que ensinaram seus filhos no caminho em que deviam andar, pois, ainda quando fossem velhos, não se desviariam dele – Provérbios 22.6. E o próprio Paulo, que o considerava como um filho na fé confirmou a educação recebida quando disse:

 “Tu, porém, tens seguido, de perto, o meu ensino, procedimento, propósito, fé, longanimidade, amor, perseverança... Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste e de que foste inteirado, sabendo de quem o aprendeste e que, desde a infância, sabes as sagradas letras, que podem tornar-te sábio para a salvação pela fé em Cristo Jesus” – 2Timóteo 3.10,14-15.

Querida mãe, hoje é o seu dia de reafirmar a sua missão e vocação em transmitir a verdadeira fé a seus filhos e filhas.

Deus as abençoe não só neste dia tão especial. Daquele que tem uma profunda gratidão a Deus por Silvanir (minha mãe) e Celina (minha avó), pessoas que me ensinaram a amar a Deus com todo o coração, alma, força e entendimento, a buscar sempre direção e consolo em Sua Palavra, cuidar da Igreja de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo com zelo e dedicação, respeitar o próximo como ser humano criado à imagem e semelhança de Deus, mesmo que corrompido e manchado pelo pecado. 

Enfim, a ser um servo que adora e louva a Deus; que ama e respeita as pessoas; que aprende a viver diariamente na graça de Deus.

Feliz Dia das Mães mamãe!
Do seu filho Gilberto

-----------------------------------------
Gilberto Bueno Filho, é pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil. Formado em Teologia pelo Seminário Presbiteriano do Sul em 2001. Pós-Graduação em Ética, Cidadania e Subjetividade pela Escola Superior de Teologia em 2007. É fundador e editor do blog familiafariabueno.
Tecnologia do Blogger.