Deus derrama graça sobre o sangue


Levíticos 1.1-17; Gênesis 4. 1-17 

Certa vez assisti a um filme que foi dirigido por Mel Gibson: Apocalypto. O filme retrata de maneira crua a total banalização da vida humana. Cheio de morte e sangue, por sacrifícios, ou por subjugação tribal. Há mesmo uma cena com um lugar cheio de corpos empilhados. Porque tudo isso? Com que finalidade? Para que tanto sangue derramado? Se você pensar lá no começo de tudo perceberá que...


O pecado gerou derramamento de sangue... Os sacrifícios aparecem pela primeira vez em Gênesis 4 com a oferta de um animal e de cereais com Abel e Caim. Mas não havia ainda uma ordem para que fizessem isso, foi uma oferta voluntária. Porém, como sabemos, a raiz do pecado que passara a raça humana traria logo em seguida o primeiro sangue humano derramado sobre a face da terra.

Caim chega esbaforido do trabalho no campo, de cultivar e colher os frutos da terra e oferece destes cereais a Deus, porém não vemos uma receptividade quanto a Caim e sua oferta por parte do Senhor. Algo diferente acontece quando Abel chega e oferece partes gordas da primeira cria de seu rebanho. Deus se agrada de Abel e de sua oferta.

Caim olha com inveja aquilo, querendo o mesmo reconhecimento de Deus, uma raiva começa a tomar conta de seu coração, culminando no assassinato de seu próprio irmão. O pecado gerou derramamento de sangue. 

E hoje não é assim? Todos pudemos acompanhar pela mídia os atos que chocaram o pacífico país da Noruega. Em 22 de julho de 2011 o extremista de direita Anders Behring Breivik foi autor dos ataques a bomba e com disparos de arma de fogo que deixaram 77 mortos. Ele afirmou durante interrogatório que tinha vários outros alvos. 

Mais recente e próximo a mim, um rapaz foi morto por causa de um par de tênis. Uma vez eu mesmo perdi meus pares de tênis sob a mira de um revolver próximo ao seminário onde estudava. Recentemente também, tive notícia que um pai de família foi morto na frente dos filhos por causa de dois celulares. E isso é apenas parte dos relatos de tantas coisas terríveis acontecendo diariamente. 

Infelizmente a vida das pessoas está cada vez mais banalizada. Hoje o pecado ainda gera muito derramamento de sangue.

Mas quando olhamos para a Bíblia, percebemos uma solução. 

Deus derramou graça sobre o sangue... 
Abel era tão pecador quanto Caim, pois o pecado estava ali presente no DNA dos dois. Mas qual é a diferença entre ambos? Por que Abel agrada a Deus e Caim não? A resposta é: “o procedimento”. 

Quando Caim se transtorna de inveja do seu irmão, Deus diz a ele: “Se procederes bem, não é certo que serás aceito?”. A diferença estava na forma com que Abel agia. Isso é que dava validade a sua oferta de sacrifício, e Deus o era gracioso. Deus derramou graça sobre o sangue. 

Em outras palavras, Deus estava dizendo a Caim: “Seu irmão procurou fazer o que é correto, se você fizer o mesmo encontrará graça aos meus olhos também”. Mas o pecado que estava à porta a atravessou. Caim derramou o sangue do irmão e agora este sangue clamava da terra. Deus o amaldiçoa, o faz errante por sobre a terra, mas mesmo assim o Criador derrama graça sobre o sangue, não permitindo que Caim seja assassinado por vingança. 

E Deus continuou derramando graça sobre o sangue, através de sacrifícios como vemos em Levíticos, texto produzido bem posterior ao relato de Gênesis. 

Avançando mais a frente, em Isaías, vemos que o povo começou a falhar nestas instruções, a ponto de Deus dizer-lhes que estava farto da gordura de animais que eles ofereciam, pois a obstinação pelo pecado e a mecanização de seu culto invalidavam aquilo que Deus determinou que se fizesse para desviar a sua ira do homem. Mas Deus insistiu em derramar graça sobre o sangue ao chamá-los para um bate papo, para confissão de pecados e mudança de atitudes.

Conheci uma pessoa que cresceu na Igreja Presbiteriana do Brasil, fez toda a preparação doutrinária , teoricamente entendia a palavra de Deus, mas num dado momento se sentiu atraída por uma seita que defendia o batismo por imersão como meio de salvação. 

Assim sendo, mesmo depois de ter sido batizada na infância, na Igreja Presbiteriana, esta pessoa foi para as águas novamente com os outros. Segundo palavras dela mesma, lavou os pecados nas águas...

Tremendo engano, pois, água não limpa pecados de ninguém. O que diz a palavra de Deus? "Se, porém, andamos na luz, como ele está na luz, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, Seu filho, nos purifica de todo pecado". 1 João 1. 7 

Hoje Deus derrama graça sobre o sangue. Só assim somos habilitados para toda boa obra, principalmente para expansão do evangelho. Só assim somos livres de toda culpa para levarmos libertação aos que vivem em trevas. Que Deus nos ajude pregar a sua palavra.

--------------------------------------------------
Danilo Cassemiro de Campos é pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil. Formado em Teologia pelo Seminário Presbiteriano do Sul em 2010. Ordenado em 2011. Bacharel em Design (Projeto do Produto) pela Faculdade Asseta de Tatuí (2008), além de Técnio em Processamento de Dados e Hardware (1998 e 2002). É fundador e editor do site www.desimax.com.br
Tecnologia do Blogger.