Tentação

A gula
Os antigos tinham sempre uma frase para censurar as crianças à mesa, quando punham no prato mais comida do que poderiam comer: "Você tem o olho maior do que o estômago". Infelizmente tem muita gente que tem o olho maior do que o estômago e, por isso, os caminhões de lixo recolhem diariamente restos de alimento que dariam para alimentar um quarto da população do mundo.

(Extraído do livro “Pense Comigo – Meditações Evangélicas”, 1ª Edição – Rev. Samuel Barbosa)

Forte?
Uma vez um moço foi desafiado por um "amigo" para beber um copo de pinga. O moço não queria beber. Então a insinuação maligna: - Você não é homem. Daí para mostrar que era homem bebeu o copo de pinga.

Para mostrar que era homem deixou de lado a maior prova de hombridade - a autodeterminação, fez a vontade do outro, contrariando a sua própria vontade. Dali a alguns minutos estava dormindo como um porco, emborcado à beira da calçada! Foi levado pelo "amigo" para casa, meio arrastado, meio carregado. Aquele moço simplesmente despersonalizou-se porque não fez a sua própria vontade, mas a do outro que o queria ver bêbado.

(Extraído do livro “Pense Comigo – Meditações Evangélicas”, 1ª Edição – Rev. Samuel Barbosa)

Sapo na panela
A experiência mostra que, se você atirar um sapo numa panela com água muito quente, ele saltará para fora numa fração de segundo, reflexo de seu instinto de conservação da vida. Contudo se você o colocar numa panela com água fria, submetida a um vagaroso aquecimento, o batráquio nenhuma tentativa fará para salvar-se, sofrendo lento e progressivo entorpecimento que o levará fatalmente à morte. O vício também embala os homens de maneira sutil e gradual, embotando as suas faculdades, anulando sua vontade ao mesmo tempo que lhe proporciona falsa sensação de segurança.

(Extraído do livro “Pense Comigo – Meditações Evangélicas”, 1ª Edição – Rev. Samuel Barbosa)

O perigo dos vícios

Narra uma lenda alemã que um caçador fez uma aliança com o diabo. Este lhe daria sete balas exatamente iguais às que o caçador usava. Seis balas alcançariam o alvo que o caçador escolhesse, mas a sétima, sem que ele pudesse identificar, ao ser disparada se voltaria contra o caçador matando-o. Isso é o que o vício faz com o viciado. Dá-lhe prazer por algum tempo e por fim aniquila-o.

(Extraído do livro “Pense Comigo – Meditações Evangélicas”, 1ª Edição – Rev. Samuel Barbosa)
Tecnologia do Blogger.