As Bem-Aventuranças (7) - Os Pacificadores

Hino 238 - Novas de amor


Harmonias pelo ar,
Uma estrela no céu,
Uma prece de mãe,
Um infante a chorar,
São começos da história
Que muito nos diz:
Rude berço em Belém,
Mas de glória sem par.

Toda gente já ouviu
Dessa nova de amor
Pois o brilho da estrela
É de luz sem igual...
Há louvores de gozo,
Há promessas de paz.
Pois no berço, em Belém,
Dorme um Rei divinal.

Nos fulgores da estrela
Há mensagens dos céus
Que nos homens despertam
Imenso prazer
Cada lar se bendiz
E proclama esse bem,
Anunciando às nações
O divino querer!

Hoje o mundo já pode
Esse dom repetir,
Com mil graças a Deus
Pelo santo Natal.
Pois no berço, em Belém,
Manjedoura de luz,
Eis o Deus Salvador,
Esse humano imortal

Comentários