As Bem-Aventuranças (7) - Os Pacificadores

Resposta certa


Com tremendos feitos nos respondes em tua justiça, ó Deus, Salvador nosso, esperança de todos os confins da terra e dos mares longínquos (SI 65.5). 

A comunicação é parte primordial para a vida. Quando falamos com alguém queremos ouvir uma resposta. 

Com a diversificação dos meios de comunicação, surgem novas maneiras de nos comunicarmos. Uma destas muito usada é o WhatsApp. 

Uma coisa que me incomoda neste tipo de mensagens é que algumas pessoas têm o costume de escolher a quem vai responder e qual pergunta vai responder. 

Ou seja, você pergunta alguma coisa pelo WhatsApp e pode ser respondido ou não. Quando não recebe uma resposta, logo penso que a pessoa não está interessada em comunicar- se comigo, ou que tem algo contra mim. 

Só que, na verdade, às vezes, ela apenas está ocupada ou recebe muitas mensagens e acabou esquecendo de responder a minha pergunta. Infelizmente, tenho que me conformar. 


A comunicação com as pessoas é importante, mas mais importante ainda é a nossa comunicação com Deus. Esta possibilidade de poder falar com Deus é interessante. 

Mais maravilhoso ainda é saber que ele responde a todas as nossas orações. Se fosse depender de nosso merecimento, nunca poderíamos chegar perto de Deus, ele nunca nos ouviria ou atenderia. 

Mas, como Davi, devemos clamar a Deus, confiantes que pela sua misericórdia e amor, nos atenderá. Davi ora dizendo: “Ouve, Senhor, a minha voz; eu clamo; compadece-te de mim e responde-me” (Salmo 27.7). 

Ele não pode achar em si mesmo qualquer razão pela qual Deus o ouviria e responderia. Porém, o milagre da existência de Davi, e da nossa, é que ele não precisa temer a rejeição de Deus e nem pensar que a oração é um exercício espiritual insignificante. 


Por quê? Porque Deus é a razão da resposta. A oração encontra sua esperança não nas qualificações daquele que ora, mas no caráter e no plano do Deus que está ouvindo. Ele responde porque ama nos ver achegar-se a ele e ama providenciar exatamente a graça de que precisamos para aquele momento (Paul David Tripp). 

Comunique-se com Deus.

Comentários