As diferentes formas da Palavra de Deus


A frase “Palavra de Deus” é muito conhecida e proclamada pelo povo de Deus. Ela, no entanto, assume diferentes significados, sem, contudo interferir em seu aspecto autoritativo. Nessa breve reflexão, abordaremos os diferentes significados da frase “Palavra de Deus” na Bíblia. 


1. A palavra como pessoa
Nesse caso especificamente, se refere à pessoa de Cristo. Ele é a palavra encarnada. Em Apocalipse 19.13 lemos: “Está vestido com um manto tinto de sangue, e o seu nome se chama o Verbo de Deus” (Ap 19.13).

O tão conhecido texto de Jo 1.1 descreve Cristo da seguinte forma: “No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus”. A pessoa de Cristo tem a atribuição de revelar o caráter santo de Deus, bem como sua vontade. 

2. A palavra como uma comunicação verbal
Essa comunicação verbal aparece de diversas formas na Escritura. A primeira, são os decretos pelos quais eventos ocorrem a partir da ordem de Deus como a criação (Gn 1.3,4). A segunda, é a aplicação pessoal quando Deus se dirige diretamente a uma pessoa como fez com Adão (Gn 2.16-17). A terceira, é aquela comunicada por meio de lábios humanos como ocorreu através dos profetas (Jr 1.9). A quarta, é a forma escrita como aconteceu quando Deus entregou as tábuas da lei escritas pelo seu dedo (Ex 31.18).

A palavra escrita, além de registrar as formas já citadas também possui três vantagens. Uma, é a preservação para as gerações futuras (Ex 17.14) A outra é proporcionar a possibilidade de estudo (Sl 1.2). E a última é proteger da simples confiança na memória. 

Conclusão
A fórmula “Palavra de Deus” deve ser compreendida à luz da forma como ela ocorre na Bíblia. Ela se refere tanto à Palavra Encarnada, como a comunicação verbal de Deus. Independentemente da forma, ela deve ser recebida como normativa para todo o homem.

------------------------------------
Carlos Eduardo Pereira de Souza  é pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil. Formou-se em Teologia pelo Seminário Presbiteriano do Sul em 2003 e pela Universidade Presbiteriana Mackenzie em 2012. Mestrado em Novo Testamento pelo Centro de Pós Graduação Andrew Jumper em 2013. Pós-graduando em docência do ensino superior, pela Universidade Paulista.

Tecnologia do Blogger.