Hino 139 - O socorro do crente


Para os altos montes olharei,
Quem me socorrerá?
Do meu divino protetor
Auxílio me virá.

No braço forte esperarei
Do meu amparador!
Por ele o mundo feito está,
De tudo ele é Senhor.

O pé do servo de Jesus
Jamais vacilará!
O Deus que guarda os filhos seus
Não adormecerá.

Do crente à mão direita está
Quem o protege bem!
Nem sol nem lua o ferirá,
Socorro sempre tem.

Os inimigos dos fiéis
Os querem assustar!
O protegido por Jesus
Sem medo deve andar.

Palavras-chave: socorro, protetor, amparador, guarda, proteção.

Ênfase do hino: 
O hino enfatiza a confiança do cristão na proteção e no cuidado de Deus em meio às dificuldades da vida. Ele clama por socorro e proteção, mas confia que Deus é o seu protetor e amparador, e que nunca o abandonará. A ênfase é na segurança e proteção que encontramos em Deus, especialmente quando enfrentamos a oposição e o medo.

Teologia do hino: 
A teologia do hino se concentra na soberania e no cuidado de Deus sobre a vida do cristão. Ele é visto como o protetor e amparador fiel que guarda os seus filhos em todo o tempo. A ênfase na confiança e na segurança em Deus reflete a doutrina da providência divina, que ensina que Deus é soberano e cuida de todas as coisas.

Textos bíblicos: 
O hino é baseado em vários textos bíblicos, como Salmo 121:1-8 ("Levantarei os meus olhos para os montes, de onde vem o meu socorro? O meu socorro vem do Senhor, que fez os céus e a terra...") e Salmo 125:1 ("Os que confiam no Senhor são como o monte Sião, que não se abala, firme para sempre.").

Metáforas e simbologia: 
O hino utiliza a metáfora dos "altos montes" para representar as dificuldades e desafios da vida, e Deus é visto como o protetor que socorre o cristão em meio a essas dificuldades. A imagem do "braço forte" representa a força e o poder de Deus, e a ideia de que Ele é o Senhor de todas as coisas. A imagem do "pé" que não vacila representa a firmeza e a confiança do cristão em Deus.

Aplicação prática: 
O hino nos lembra que podemos confiar em Deus em todos os momentos da vida, especialmente quando enfrentamos dificuldades e desafios. Ele nos encoraja a buscar a proteção e o amparo de Deus em oração e a confiar Nele em todo o tempo. A aplicação prática deste hino é que devemos confiar em Deus em todas as situações e lembrar que Ele é o nosso protetor e amparador fiel.

Quando cantar: 
Este hino é apropriado em momentos de dificuldade e desafio, como em cultos de consagração, em funerais ou em momentos de reflexão e oração. Ele também pode ser cantado em momentos de celebração da providência e do cuidado de Deus, como em cultos de ação de graças ou em aniversários de igrejas.

Andrei Barros

linkedin youtube facebook Andrei é editor do blog Semeando Vida. Ele é pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil com cerca de 20 anos de experiência. Em 1998 foi missionário em Portugal. Em 2003, formou-se em teologia pelo Seminário Presbiteriano do Sul e foi ordenado pastor no ano seguinte. Em 2015, obteve a licenciatura em História. Atualmente estuda Psicologia e faz pós-graduação em Gestão de Pessoas e Liderança.

Postar um comentário

O autor reserva o direito de publicar apenas os comentários que julgar relevantes e respeitosos.

Postagem Anterior Próxima Postagem

Facebook