Fortalecidos no Senhor


Sou grato para com aquele que me fortaleceu, Cristo Jesus, nosso Senhor, que me considerou fiel designando-me para o ministério (1 Tm 1.12). 

Os que se encontram fracos devem se “fortalecer no Senhor e na força do seu poder” (Ef 6.10). Ronaldo Lidório, falando sobre este texto, disse que Paulo apresenta três motivos urgentes para isso.

Ele diz que devemos nos fortalecer no Senhor em primeiro lugar para não cairmos nas “ciladas do diabo” (v.11). Em segundo lugar, devemos nos fortalecer no Senhor para resistirmos “no dia mau” (v.13). Por último, diz que devemos nos fortalecer para cumprirmos nossa missão de “com intrepidez fazer conhecido o mistério do evangelho" (v.19). 

Ou seja, três principais perigos estão diante de nós. As ciladas do inimigo, o dia mau e a falta de coragem para cumprirmos nossa missão. 

Pensemos nestes três motivos e no que Paulo disse sobre eles. 

1. As ciladas. "Para poderdes ficar firmes contra as ciladas do diabo - Revesti- vos de toda a armadura de Deus” (v. 11). Infelizmente, ciladas, armadilhas, tentações estão espalhadas em nosso caminho. A Bíblia diz que com a ajuda de Deus devemos manter a vigilância. “Sede sóbrios e vigilantes. O diabo, vosso adversário, anda em derredor, como leão que ruge procurando alguém para devorar; resisti-lhe firmes na fé” (lPe 5.8-9a). 

2. O dia mau. Novamente aparecem as palavras, armadura de Deus. Paulo diz: para poder resistir no dia mau “tomai toda a armadura de Deus” (v. 13). Hoje pode estar tudo bem, mas os dias são inconstantes. “Parece-me que a dinâmica do texto nos apresenta um movimento: nos fortalecermos no dia bom para conseguirmos resistir quando o dia mau chegar” (Ronaldo Lidório). 

3. Nossa missão. Paulo pede oração para que tenha intrepidez na pregação do evangelho de Cristo (v. 19). Ele faz uma ligação direta entre a oração e a sua missão. 

Se o próprio Paulo pediu oração por coragem para a evangelização, nós também precisamos fazê-lo. Tal coragem é resultado direto da graça de Deus, motivo pelo qual precisamos orar e pedir (R. Lidório). 

Alimente a sua fé.

Comentários