Hino 308 - Escuridão e Luz



1. Nas tormentas desta vida, 
Perto está a perdição.
Aos incautos navegantes 

Quem trará a salvação? 

    Resplandeçam nossas luzes 

    Através do escuro mar, 
    Pois nas trevas do pecado 
    Almas podem naufragar!

2. Brilha sempre, em graça imensa, 

Rico amor do eterno Deus. 
Cumpre a nós mostrar o rumo 
Do caminho para os céus.

3. Nuvens de paixão mundana 

Não os deixam ver o sol. 
Oh! Mostremos o perigo 
Com as luzes do farol.

4. Aos errantes, insensatos, 

Guia ao porto divinal! 
Em Jesus há vero abrigo 
Do furor do temporal!

5. Noite eterna se aproxima, 

Tenebrosa em seu horror! 
Clama, avisa aos infelizes, 
Insta-os para o Salvador! 

Informações
Letra:  Sarah Poulton Kalley, 1875 / inspirado em: Phillip Paul Bliss, 1838 - 1876
Música: Philip Paul Bliss, 1836 - 1876

História
Sarah Poulton Kalley escreveu este hino um ano antes de seu regresso, juntamente com o Dr. Kalley para a Inglaterra.

O texto foi inspirado no poema "Brightly beams our Father's mercy" de Philip Paul Bliss (hinos n° 146 e 150) para a sua música "Lover Lights".

H. Augustine Smith, em seu precioso livro "Lyric Religion, the romance of immortal hymns" recomenda este hino na seqüência de "Hinos noturnos: contra naufrágios".

É mais um hino baseado em Mateus 5.16: "assim brilhe também a vossa luz diante dos homens". Hino muito querido pelas nossas igrejas, tem sido reproduzido em quase todos os hinários, a partir do "Salmos e Hinos".

Clique aqui para ver outros hinos

Tecnologia do Blogger.