Hino 218 - Vontade soberana



1. Tua vontade faze, ó Senhor!
Eu sou feitura, tu és o Autor.
Molda e refaze todo o meu ser,
Segundo as normas do teu querer.

2. Tua vontade faze, ó meu Deus!
Sonda e corrige os passos meus!
Torna-me santo porque tu és!
Ouve os meus rogos, eis-me aos teus pés.

3. Tua vontade faze, ó meu Pai!
Por ela o crente vive e não cai.
Guia-me a vida com tua luz!
Poder e graça dá-me em Jesus.

4. Tua vontade, boa e sem par,
Quero na vida realizar.
Vive, triunfa, domina, enfim,
Reina, supremo, meu Deus, em mim!


Informações
Letra: Charlotte Elliot, 1836
Tradução: James Theodore Houston, 1859 - 1930
Música 1: George Coles Stebbins, 1907
Música 2: Alfred Legge, 1834 - 1919

História
O tradutor deste hino, Rev. Antônio Almeida é um dos mais ilustres pastores presbiterianos que marcou sua presença na história pela sua fé, coragem e cultura. 

Nasceu em 1879 em Sergipe, exerceu o ministério em diversas igrejas do Nordeste, foi professor no Seminário Teológico Presbiteriano do Norte, em Recife, publicou diversas obras teológicas, escreveu e traduziu diversos hinos (cerca de duzentos). 

Pelo seu conhecimento profundo da língua portuguesa, garantiu a perpetuidade de suas excelentes produções literárias. Muitos de seus hinos estão incluídos em diversos hinários brasileiros. Faleceu no Rio de Janeiro em 1969, em perfeita lucidez e cercado do carinho de todos.

Clique aqui para ver outros hinos 
Tecnologia do Blogger.