Hino 210 - O filho perdido



1 - Vem, filho perdido, ó pródigo, vem!
Ruína te espera nas trevas além.
Tu de medo, tremendo, e faminto, gemendo,
O filho perdido, vem, pródigo, vem!
Vem, vem! O pródigo, vem!

2 - Vem, filho perdido!
Ó pródigo, vem!
Teu pai te convida, querendo-te bem!
Vestes há para ornar-te, ricos dons: vem fartar-te!
O filho perdido, vem, pródigo, vem!

3 - Vem, filho perdido!
Oh! Volta a Jesus!
Bondade infinita se avista na cruz.
Em miséria vagando, tuas culpas chorando,
Ó filho perdido, vem, pródigo, vem!

4 - Ó pródigo, escuta a voz do Senhor!
Oh! Rompe as ciladas do vil tentador!
Em teu lar há bastante, e tu vagas" errante!
Ó filho perdido, vem, pródigo, vem!


Informações
Letra: Ellen Huntington Gates, 1835 - 1920)
Adaptação: Sarah Poulton Kalley, 1875
Música: William Howard Doane, 1832 - 1915

História
Homem de muitos talentos, William Howard Doane nasceu em Preston, Connecticut, em 1832. Começou cedo a trabalhar no escritório de seu pai, na indústria têxtil; depois dedicou-se à invenção de máquinas industriais para madeira em Norwich, Chicago e Cinciunati onde chegou a presidente de uma grande companhia. 

Colaborou com o sustento de várias igrejas, missões e evangelismo. Era membro de uma Igreja Batista e, por vinte e cinco anos, foi superintendente da Escola Dominical em Aubum. Sua carreira musical começou muito cedo, pois cantou em público aos seis anos, entrou para o coral aos dez e, aos doze anos já era considerado um flautista excelente. 

Estudou contrabaixo e harmónio, mas apesar desse interesse nos instrumentos musicais, seu maior desejo sempre foi compor hinos, melodias diversas e, ao longo da vida, editar músicas. Compilou mais de quarenta coleções, muitas das quais editadas em colaboração com o Rev. Robert Lowry. 

Seu primeiro livro apareceu em 1862. Foi o editor de música do "The Baptist Hymnal" em 1883. Compôs mais de dois mil e duzentos hinos para textos de diversos poetas, inclusive Fanny Crosby e a autora deste hino, Eilen Huntington Gates. Sua produção musical inclui cantatas, sendo a mais conhecida uma cantata de Natal intitulada Santa Claus ("Papai Noel") e obras instrumentais diversas. 

Em 1875 a Universidade de Denison, em Ohio, concedeu-lhe o título de Doutor em Música. Em 1915 visitou sua irmã em South Orange, Nova Jersey, nas celebrações do Natal e aí faleceu repentinamente. O alcance de sua música é universal pela associação a hinos muito conhecidos e apreciados, importantes especialmente na atividade missionária e evangelística. Nosso hinário inclui oito músicas de William H. Doane.

Clique aqui para ver outros hinos 
Tecnologia do Blogger.