Uma pessoa feliz!


Leitura Bíblica: Tiago 1.19-27
Sejam praticantes da palavra, e não apenas ouvintes, enganando-se a si mesmos (Tg 1.22).

Diz uma lenda que um homem muito rico, sofrendo de uma doença mortal, estava deitado sobre almofadas de seda. 

Os seus médicos e curandeiros estavam ao seu redor e concordaram entre si em que apenas uma coisa poderia conceder cura e salvação ao homem: colocar sob sua cabeça a camisa de um homem feliz. 

Mensageiros em grande número saíram buscando em toda cidade, toda vila e toda cabana, por um homem feliz. Mas cada pessoa por eles interrogada nada expressava senão tristeza e preocupações. 

Finalmente, após ter perdido toda a esperança, os mensageiros encontram um pastor que ria e cantava enquanto observava seu rebanho. 

Era ele feliz? 

“Não posso imaginar alguém mais feliz que eu”, disse o pastor, rindo-se. “Então, dê-nos tua camisa” - gritaram os mensageiros. 

Mas o pastor respondeu: “Eu não tenho nenhuma camisa!” 

Essa notícia patética, de que o único homem feliz encontrado pelos mensageiros não possuía uma camisa, fez o homem rico doente ficar por três dias e três noites recolhido em seus pensamentos. 

Finalmente, no quarto dia, fez com que suas almofadas de seda e suas pedras preciosas fossem distribuídas entre o povo e, conforme conta a lenda, daquele momento em diante aquele homem outra vez ficou saudável e feliz.

Acredito que o propósito ou a moral desta história é ensinar que para ser feliz não precisamos de muitos tesouros. 

É importante ressaltar também que a felicidade não se encontra na pobreza ou na distribuição dos bens ao próximo. 

A felicidade pode ser alcançada, como descrita por Tiago, no conhecimento e prática das Escrituras, no ouvir e pôr em prática o que aprendemos na Bíblia, a Palavra de Deus. 

“O homem que observa atentamente a lei perfeita, que traz a liberdade, e persevera na prática dessa lei, não esquecendo o que ouviu mas praticando-o, será feliz naquilo que fizer” (Tg 1.25). 

A felicidade consiste em se afastar do mal e praticar o bem.

Na graça encontramos paz.

Comentários